Para os humanos, os sons da linguagem são bastante arbitrários. Não há um conjunto de palavras que tenha um significado comum para todos os membros da nossa espécie. Muitos sons diferentes, em diferentes idiomas, podem significar a mesma coisa. Já os sons que os animais usam para se comunicar uns com os outros, no entanto, tem muito mais uniformidade. Estes sons são diferentes para espécies diferentes, mas (exceto para certos “dialetos” regionais entre pássaros) dentro de qualquer tipo de animal, parece haver algum tipo de linguagem comum ou universal e parece haver um código de som universal usado pela maioria das espécies animais. Para entender o latido do seu cão, você precisa entender o tom do som, a duração do som e a frequência ou taxa de repetição dos sons.

O tom do latido do cachorro

Sons baixos (como o rosnado de um cão) geralmente indicam ameaças, raiva e a possibilidade de agressão. Estes são interpretados como significando “Fique longe de mim”. Ruídos altos significam o oposto, pedindo permissão para se aproximar ou dizer que é seguro se aproximar. A questão é por que os cães devem usar e entender esses tons?

A resposta começa com a simples observação de que coisas grandes produzem sons baixos. Por exemplo, pegue dois copos de água vazios, um grande e outro pequeno e bata com uma colher. O grande dá um som de campainha mais baixo. Obviamente, um cão não muda de tamanho simplesmente alterando o tom de seus sinais sonoros. Então, por que o receptor desse sinal responderia a essas variações de afinação, uma vez que elas geralmente não representam a realidade física? Ora aqui é onde a evolução e o desenvolvimento da comunicação começam a tecer sua magia.

Suponha que você seja um animal que está enviando sinais para as pessoas ao seu redor. Como você sabe que outros animais estão prestando atenção ao tom de seus sinais, agora você pode usá-lo deliberadamente como meio de comunicação. Se você quiser fazer outro animal se afastar, ou ficar fora do seu território, você pode enviar um sinal mais grave, como um rosnado, sugerindo que você é maior e mais perigoso. Por outro lado, você também pode usar um sinal agudo, como um gemido, para sugerir que é muito pequeno e, portanto, é bastante seguro abordá-lo. Da mesma forma, mesmo se você for grande, se desejar sinalizar que não pretendia ameaças ou danos ao abordar outro animal, poderia indicar que pretendia agir como uma pequena criatura inofensiva choramingando.

Latido de cachorros

Entender o latido de um cão garante que você tenha uma melhor relação com seu amiguinho peludo. (Foto: Quick and Dirty Tips)

O significado das durações do barulho de cachorro

De um modo geral, quanto maior o som, maior a probabilidade do cão tomar uma decisão consciente sobre a natureza do sinal e seus próximos comportamentos. Assim, o grunhido ameaçador de um cão dominante que tem toda a intenção de manter seu terreno e não recuar será tanto grave quanto longo e sustentado. Se o grunhido estiver em rajadas mais curtas, e apenas mantido brevemente, isso indica que há um elemento de medo presente e o cão está preocupado se consegue lidar com sucesso com um ataque.

O significado da frequência do cachorro latindo

Os sons repetidos com frequência, em ritmo acelerado, indicam um certo entusiasmo e urgência. Os sons que são espaçados ou não repetidos geralmente indicam um nível mais baixo de excitação. Um cão dando um ou dois latidos ocasionais na janela está apenas demonstrando um leve interesse por algo. Um cachorro latindo em vários estouros e repetindo-os várias vezes por minuto está sinalizando que acha que a situação é importante e talvez até uma crise em potencial.

Entendendo o som do cachorro

O latido é um som de alarme. Não há ameaça de agressão sinalizada pelo cão, a menos que seja mais grave e misturado com rosnados. Vamos considerar a interpretação dos latidos mais comuns.

2 a 4 latidos rápidos com pausas: é a forma mais comum de latir e é o latido de alarme clássico que significa algo como “Chame o bando. Há algo acontecendo que deve ser analisado”.

Latindo em uma seqüência d bastante contínua, mas menor pausa e mais lento do que o habitual latido: Sugere que o cão está sentindo um problema iminente. Assim, esse som significa “O intruso (ou perigo) está muito próximo. Não acho que ele seja amigável. Prepare-se para se defender!”

Um ou dois latidos abruptos curtos de tom alto ou médio: É o som de saudação mais comum e geralmente substitui os latidos de alarme quando o visitante é reconhecido como amigável. Muitas pessoas são recebidas dessa maneira quando entram pela porta. Isso realmente significa “Olá!” e geralmente é seguido com o típico ritual de saudação do cão

Longos latidos solitários com pausas deliberadas entre cada um: É um sinal de um cachorro solitário pedindo companhia.

Latido “gago”: Algo que soa como um cão gago é geralmente dado com as pernas da frente no chão e na parte de trás seguras e significa simplesmente “Vamos brincar!”

No geral, um tom baixo indica uma postura mais dominante ou ameaçadora, enquanto um tom agudo transmite exatamente o oposto – insegurança e medo. Um cão cujo tom ou vocalização varia é emocionalmente conflituoso. Inseguro e incapaz de interpretar corretamente uma situação, este cão precisa de muita orientação e interferência para se sentir seguro.

Resumo dos latidos dos cães

Agora, um resumo de todos os latidos de cães conhecidos:

1. 3 ou 4 latidos rápidos com pausas (tom médio)

“Reúna-se. Eu suspeito que possa haver algo que devemos investigar.”

Chamada de alerta sugerindo mais interesse do que alarme na situação.

2. Latido repetitivo rápido (tom médio)

“Chame a matilha!”

“Alguém está entrando em nosso território!”

“Podemos precisar tomar alguma ação em breve.”

Latido de alarme básica. O cão está excitado, mas não ansioso. Provocado pela aproximação de um estranho ou ocorrência de um evento imprevisto.

3. Latidos contínuos (um pouco mais devagar e mais baixo)

“Um intruso (ou perigo) está muito próximo.”

“Prepare-se para se defender!”

Uma forma mais preocupada do latido de alarme, que sente uma ameaça iminente.

4. Longos latidos solitários com pausas entre cada um

“Eu estou sozinho e preciso de companhia.”

“Tem alguém ai?”

Geralmente desencadeada por isolamento social ou confinamento.

5. Um ou dois latidos abruptos curtos (tom alto ou médio)

“Olá!”

“Eu te vejo.”

Saudação típica ou sinal de confirmação. Iniciado por chegada ou visão de uma pessoa familiar.

6. Único latido curto e agudo (tom médio)

“Pare com isso!”

“Recue!”

Latido de aborrecimento quando tem o sono perturbado, o pelos puxados e assim por diante.

7. Único latido curto afiado (mais agudo)

“O que é isso?”

“Hã?”

Sinal de ser surpreendido ou assustado.

8. Único latido, mais deliberado na entrega, e não tão acentuado ou curto como acima (médio a alto campo médio)

“Venha aqui!”

Muitas vezes, uma comunicação aprendida, que tenta sinalizar uma resposta humana, como abrir uma porta, dar comida e assim por diante.

9. Latido “gago”

“Vamos brincar.”

Usualmente dado com as pernas da frente no chão e a parte de trás para cima como um convite de brincadeira

10. Latido em ascensão

“Isto é divertido!”

“Vamos!”

Excitação latido durante o jogo ou em antecipação de brincadeira, como no dono jogando uma bola.

11. Latido baixo e suave (parece vir do peito)

“Recuar!”

“Cuidado!”

De um cão dominante que está irritado ou está exigindo que os outros se afastem dele.

12. Uivo com latido (baixo)

“Eu estou chateado, e se você me empurrar, eu vou lutar!”

“Companheiros de matilha, reúnam-se em volta de mim para defesa!”

Um sinal um pouco menos dominante de aborrecimento, pedindo ajuda aos membros do bando.

13. Uivo com latido (médio)

“Você me assusta, mas eu vou me defender se for preciso!”

Uma ameaça preocupada de um cão que não está confiante, mas usará agressividade se for pressionado.

14. Grunhido ondulante (o tom sobe e desce)

“Eu estou aterrorizado!”

“Se você vem para mim eu posso lutar, mas eu também posso corre.”

Este é o som agressivo de um cão muito inseguro.

15. Uivo choroso

“Estou solitário.”

“Tem alguém ai?”

Desencadeado pelo isolamento da família e outros cães.

16. Uivo (geralmente sonoro e prolongado)

“Estou aqui!”

“Este é o meu território!”

“Eu ouço seus uivos.”

Cães usam isso para anunciar sua presença, socializar à distância e declarar território. Embora possa parecer triste para um humano, o cão está bastante satisfeito.

17. Uivo com latido

“Estou preocupado e sozinho.”

“Por que alguém não vem comigo?”

Um som triste de um cão solitário e isolado, mas teme que ninguém responda ao seu chamado.

18. Uivo chamativo

“Me siga!”

“Todos juntos agora!”

“Eu sinto um cheiro, então fique perto!”

Uma chamada de caça de um cão que sente um cheiro, está rastreando e está assegurando que seus companheiros de matilha sejam alertados e próximos para obter assistência.

19. Lamento que sobe no tom no final do som

“Eu quero . . . ”

“Eu preciso . . . “

Um pedido ou pedido de algo. Mais alto e mais frequente significa forte emoção por trás do pedido.

20. Lamento que cai no tom no final do som ou simplesmente desaparece sem mudança de tom.

“Venha agora! Vamos!”

Geralmente indica excitação e antecipação, como quando esperar que comida seja servida ou que uma bola seja jogada.

21. Suave choramingar

“Eu machuquei.”

“Estou muito assustado.”

Um som passivo/submisso com medo que ocorre tanto em adultos quanto em filhotes.

22. Latido prolongado com gemidos

“Estou animado! Vamos fazer isso!”

“Isso é ótimo!”

Prazer e excitação sinalizam quando algo que o cachorro gosta está prestes a acontecer. Cada cão vai resolver em um desses sons para expressar essa emoção.

23. Único latido (pode soar como um latido agudo muito curto)

“Ai!”

Uma resposta à dor súbita e inesperada.

24. Série de latidos

“Estou realmente assustado!”

“Eu estou sofrendo!”

“Estou fora daqui!”

“Eu me rendo!”

Uma resposta ativa ao medo e à dor, geralmente dada quando o cão está fugindo de uma briga ou de um encontro doloroso.

25. Gritando (pode soar como uma criança com dor combinada com um uivo prolongado)

“Socorro! Socorro!”

“Eu acho que estou morrendo!”

Um sinal de dor e pânico de um cão que tem medo de sua vida.

26. Ofegante

“Estou pronto!”

“Quando começamos?”

“Isto é incrível!”

“Isso é intenso!”

“Está tudo bem?”

Som simples de estresse, excitação ou antecipação tensa.

27. Suspiros

“Estou contente e vou me acalmar aqui por algum tempo.”

“Eu vou desistir agora e simplesmente ficar quieto.”

Um simples sinal emocional que termina uma ação. Se a ação foi gratificante, sinaliza contentamento. Caso contrário, sinaliza um fim de esforço.

Conhece algum outro latido do cão? Deixem nos comentários os que vocês conhecem!

Marcadores: , ,
Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)