Qualquer um que já tenha possuído um cão particularmente ruidoso, ou morava no mesmo prédio que um, sabe que latidos incessantes podem ser um incômodo. Enquanto a maioria dos proprietários assumem a responsabilidade de ensinar os cães a boa etiqueta, outros estão tomando um atalho para o silêncio. A remoção cirúrgica das cordas vocais de um animal, um procedimento controverso que tem sido usado por décadas, está a cada dia mais sobre o fogo de associações de direitos dos animais. Mas antes de assumir uma posição, vamos dar um guia para a cirurgia.

O que exatamente é a cirurgia para cortar as cordas vocais do cachorro?

Formalmente conhecida como cordectomia, é mais freqüentemente feita em cães, mas também é realizada em gatos. A segmentação das cordas vocais do animal é feita através da boca ou de uma incisão na garganta, perto da laringe, onde um veterinário corta as cordas, total ou parcialmente, geralmente deixando cães com um latido áspero ou agudo.

Quem quer proibir essa cirurgia?

Muitos defensores dizem que a cirurgia pode dar muito errado. Quando mal feita, o proprietário pode chegar a gastar muito mais em cirurgias corretivas. Associações de proteção aos animais são as mais interessadas em acabar com esta cirurgia, alegando que ela traumatiza os animais, podendo levá-los à depressão, problemas na alimentação entre outros fatores.

Mas é legal cortar as cordas vocais de seu animal?

Não. Desde junho de 2013, juntamento com a proibição do corte dos rabos dos animais para fins estéticos, a cordectomia foi proibida pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária. Mesmo assim, muitos donos ainda vão ao exterior para comprar seus cães e optam por fazer a cirurgia lá fora, onde ela ainda é legal. Muitos estados dos EUA ainda tem o procedimento totalmente legalizado.

Males da cirurgia de cortar cordas vocais do animal

O som é a forma do animal se comunicar. Cortar as cordas vocais de um cão é a mesma coisa que cortar as cordas vocais de seres humanos. (Foto: www.noisecontrol.com)

A cirurgia de desvocalização é ruim para os cães?

O procedimento, o qual não tem benefícios físicos, pode muitas vezes conduzir a complicações. De acordo com pesquisas, a cirurgia em si vem com maior risco de infecção normal, porque a laringe e traqueia não podem ser mantidas completamente estéreis durante a cirurgia. Além disso, alguns animais são deixados com o excesso de tecido de cicatriz, conhecido como “trama”, o que pode criar problemas respiratórios, tosse crônica e náusea. Depois, há a questão moral de remover o método de comunicação de um animal. O latido é um comportamento normal para os animais, e é assim que eles se comunicam. Latido incômodo ou latido excessivo geralmente tem uma questão social subjacente.

Qual a opção para deixar meu animal mais quieto?

A opção mais óbvia é o treinamento. Se seu animal late ou faz muito barulho, dedicando algumas horas de treinamento por dia pode ajudar bastante a diminuir ou até acabar com o problema do latido dentro de casa, pelo menos. Agora, se mesmo com o treinamento o animal não melhora no barulho, a questão pode ser muito mais grave: ele pode estar com algum problema de adaptação, carência, ou até mesmo, não ser o animal certo para o ambiente onde você está vivendo. Um veterinário com certeza poderá te orientar melhor nesse momento, afim de te indicar qual o melhor procedimento a se tomar.

Você já teve um animalzinho barulhento? O que você fez para solucionar o problema? Conhece histórias de quem fez esta cirurgia no cachorro? Compartilhem suas informações conosco.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

11 comentários para “Cortar as cordas vocais do cachorro: é saudável isso?”

  1. Vanderlea

    Se não quer algo que faça barulho compre um cachorro de pelucia

    Responder
    • Equipe Estimação

      Vanderlea,

      A questão do barulho tem a ver com o respeito a outras pessoas que moram próximas e optaram por NÃO ter um cão.
      Estas pessoas não tem obrigação de aceitarem o som dos latidos as incomodando nos horários de descanso, por exemplo.
      Entendo que a situação é delicada, mas não é 8 ou 80 como você diz no seu comentário.

      Responder
      • Renata

        Concordo com você. Tenho uma cachorra que começou tem uns 5 meses a criar um hábito insuportável de latir para todos que ela vê na janela de suas casas, na rua, quando um morador sobe a escada para sua casa, o tempo todo ela late como se ela fosse a dona de tudo, a pessoa coloca a chave na porta ela dispara feito louca, tem horas que eu penso até em doá-la, pois, eu estou no limite com ela e não sei o que fazer. Abraços…

      • Equipe Estimação

        Adestramento é a melhor opção. Damos as dicas no nosso artigo//www.estimacao.com.br/vale-pena-pagar-treinador-caes/

  2. Nice

    Não sei mais o que fazer com minha cachorra…li uma matéria que esse comportamento se deve a dor…sofrimento…Mas ela late assim desde os primeiros meses…e a sempre tratei com muito amor e carinho.

    Responder
    • Equipe Estimação

      Nice, leve sua cachorra a um veterinário, para te ajudar a dianosticar as causas e dar uma solução ao problema.

      Responder
  3. Thamires

    A minha cachorra já tem 8 anos. E Sempre latiu muit, mas nunca nos importamos. E sempre tentamos tratar, já tentamos florais, exercicios que encontramos na internet, já tentamos sair escondidos e deixar a tv ligada para que não percebesse que estamos fora. Devido a idade, muitos adestradores já falaram que não tem mais jeito. As reclamações dos vizinhos não param de chegar. Não sei mais o que faço.

    Responder
    • Equipe Estimação

      Thamires, faça uma corrida de 20 a 30 minutos com ela pelo menos 2 vezes por dia. Depois do exercício, você pode começar a treinar sua cachorra para parar de latir, premiando ela com petisco quando não latir para estímulos (use bolas, brinquedos, apitos, etc). Depois de fazer esse pequeno treinamento, aí você poderá dar carinho pra ela, como um prêmio. Tem que ser necessariamente nessa ordem: exercício, disciplina, afeto. Um adestrador de boa qualidade pode te auxiliar, e cachorros de qualquer idade podem ser treinados, apesar de cães mais velhos ser mais difícil o treinamento.

      Responder
  4. Marcos

    Preciso castrar meu gato, o chicão.Como faço pra conseguir isso?

    Responder
    • Equipe Estimação

      Marcos, siga as dicas do nosso artigo//www.estimacao.com.br/castracao-gratuita-de-caes-e-gatos/

      Responder
  5. Lúcia

    Meu pintcher tem cinco anos de idade…parece que a cada dia ele piora mais seu comportamento…ja não sei mais o que faço…mm que já tenha visto a pessoa varias vezes na minha casa, ele continua latindo desesperadamente…se eu não tiver no mm ambiente que as outras pessoas, ele modera mais…descobrimos que é ciumes o que ele tem de mim…
    Meu filho não pode ficar no mm ambiente com ele…quando viajo ele fica amigão do meu filho…
    Também não gosta de gente andando no meu quintal…
    Pensei na cirurgia nas cordas vocais, mas aqui vi que pode causar depressão…Dificil

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)