Terapia assistida por animais, como funciona?

Escrito na categoria "Veterinários e saúde animal" por André M. Coelho.

Os animais servem como companheiros incríveis, protetores leais e, para alguns, podem até salvar sua vida. Existem muitas maneiras diferentes pelas quais um animal pode apoiar pessoas com deficiência mental ou física. Estes são os animais da terapia assistida por animais. Como ela funciona e sua praticidade no tratamento depende das diferentes condições.

A seguir, são apresentadas as áreas principais nas quais os animais podem enriquecer sua vida e fornecer a assistência, o amor e o apoio necessários.

Terapia assistida por animais para apoio emocional

Os animais de apoio emocional são benéficos para indivíduos que sofrem de distúrbios graves de saúde mental. São animais de companhia que fornecem apoio terapêutico, amor incondicional e conforto aos necessitados.

Os distúrbios da saúde mental incluem depressão, ansiedade, ataques de pânico, transtorno bipolar, fobias, transtorno de estresse pós-traumático e outras condições emocionais que causam sintomas graves a ponto de desabilitar os indivíduos.

Cães e gatos normalmente cumprem o papel de um animal de apoio emocional, mas outros animais domésticos também podem ser treinados. Esses animais não precisam receber treinamento especializado ou executar determinadas tarefas para uma deficiência, no entanto, é altamente recomendável garantir que eles sejam domésticos e bem comportados com outras pessoas e animais.

É concedido aos indivíduos o direito de viver com seu animal de apoio emocional, apesar de morar em um apartamento ou morador que proíbe animais de estimação. É necessário fornecer uma carta atual do seu médico ou profissional de saúde mental informando a recomendação do seu animal de apoio emocional a um proprietário.

Essa carta também pode ser usada ao viajar de avião e você pode voar com seu animal de apoio emocional.

Animais terapeutas

Os animais terapeutas, normalmente cães, desempenham um papel especial em proporcionar conforto e afeto a indivíduos em um hospital, lar de idosos, asilo, hospício, escolas ou outras situações que irão apoiar os necessitados. Existem três classificações principais de animais em terapia:

Animais de visita terapêutica: estes são animais domésticos treinados e levados para hospitais, asilos, centros de reabilitação e outros locais, que proporcionam conforto e alegria às pessoas que moram fora de casa devido a doenças mentais ou físicas.

Animais de terapia assistida: esses animais trabalham com terapeutas físicos e ocupacionais em um ambiente de reabilitação para ajudar os indivíduos a atingir seus objetivos de recuperação.

Animais de terapia de instalação: Esses animais trabalham em lares de idosos ou instalações de vida assistida. Eles ajudam os residentes com Alzheimer, demência ou outras doenças mentais e geralmente são atendidos e fornecidos pelo estabelecimento.

Terapia assistida por animais

A terapia assistida por cães é aquela que usa os animais para ajudar na recuperação ou tratamento de um paciente. (Foto: Healthy Paws)

Como é certificado um cão ou gato terapeuta?

Para que um animal seja certificado como animal de terapia, ele deve ser bem-humorado, obediente, limpo e bem-preparado, atualizado em todas as vacinas, bem-comportado com outros cães e estranhos, com pelo menos um ano de idade e bem socializado. Eles também devem passar por um exame para testar sua obediência e temperamento.

A maioria dos grupos de terapia também pode exigir que o animal seja aprovado em testes de comportamento. É importante entrar em contato com uma organização local de cães de terapia em sua área para aprender mais sobre os requisitos específicos de certificação e agendar um exame.

Cães de serviço ou guia

Os cães de serviço são realmente incríveis, porque podem ser treinados para suportar uma ampla gama de deficiências. De acordo com a Lei Americanos com Deficiências, os cães-serviço são treinados especificamente para realizar tarefas para pessoas com deficiência. Alguns desses tipos especiais de cães de serviço incluem Cães de Resposta a Convulsões, Animais de Serviço Psiquiátricos, Cães de Assistência ao Autismo, Cães de Apoio à Mobilidade, Cães de Alerta Médico, Cães de Audição, Cães de Alerta de Alergia Grave, Cães de Assistência Visual e Cães de Alerta de Diabéticos. Cães de serviço são permitidos em todas as instalações e empresas públicas e privadas, a menos que sua presença interfira nas obrigações de segurança da instalação.

Curso de terapia com animais

Cães e animais terapeutas podem ser essenciais na recuperação e na proteção das mais diversas condições. Um profissional treinado e que fez um curso de terapia com animais é altamente indicado para proporcionar os melhores resultados com a terapia. Várias instituições, além de darem cursos para indivíduos, também preparam, adestram e certificam animais que podem ser usados na terapia.

O que acham da terapia com animais? Como acham que ela pode ajudar vocês?

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André sempre se preocupou com animais de estimação e já teve cachorros, gatos, chinchilas, peixes, e hamsters. Para poder cuidar dos seus bichos, teve de pesquisar e estudar muito, conversando com técnicos e profissionais da área. Desde 2012, decidiu compartilhar com os leitores do blog o conhecimento que aprendeu em todo este tempo.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário