Todos os cães são grandes companheiros, e podem ser dóceis e amigáveis. Assim como nós, se tratados com carinho, amor, e educação, muitos cães tidos como violentos podem se tornar excelentes parceiros para a vida. Contudo, há algo mais forte nos cães do que nos humanos: a seleção genética.

Sim, porque os cães não evoluíram como os humanos, que tem uma mistura genética ocorrida mais ou menos naturalmente. Muitos cães foram misturados artificialmente, para criar novas raças com características misturadas. Isso resulta também em aspectos negativos, como o comportamento agressivo de muitas das raças, sendo repassado para as próximas gerações de cães.

Não significa que um cão, por ser de uma raça X ou Y, será necessariamente violento. Mas cães das raças que listamos abaixo tem traços genéticos e comportamentais que podem torná-los violentos sem motivo aparente. O que os especialistas em comportamento animal recomendam é evitar esses cães, principalmente se você tem crianças pequenas em casa. Porque por melhor que você crie um cão, não dá para prever como ele será no futuro.

 

Raças de cães mais perigosas do mundo: Dogue Alemão ou Grande Dinamarquês

Quando devidamente treinados, um dogue alemão pode ser um gigante gentil. Porém, como estes cães são tão grandes e imponentes criaturas podem revelar-se muito perigosos, se indevidamente cuidados. Um dogue alemão adulto pode ter mais de 90 quilos e ter 86 cm de altura. Em um ataque, um dogue alemão pode facilmente derrubar uma pessoa que tenha pequeno porte, e crianças correm sério perigo. Sem treinamento, principalmente, o cão pode tornar uma simples brincadeira com outras pessoas um risco.

Agressividade de cães pela genética

Cães podem ser mais violentos por causa da genética, apesar da criação e do treinamento ajudarem bastante na educação do cão a comportamentos mais dóceis. (Foto: airbeagle.com)

Raças de cães agressivas: Boxer

Boxers são descendentes de cães de caça, e comumente como cães de ataque e de guarda. Boxers são conhecidos por suas fortes garras e mordidas poderosas, e eles são uma raça protetora, que é bom para as famílias que querem uma sensação de segurança. No entanto, tem uma reputação de serem teimosos. Isso é um problema sério para quem não consegue disciplinar apropriadamente um cachorro como esse, e pode custar a vida de alguém.

Raças de cães agressivas: híbrido de lobo

Todos os cães são descendentes dos lobos, mas muitas das espécies de cães hoje ainda estão diretamente relacionados a estes animais selvagens. Por causa do perigo inerente do cruzamento de um animal selvagem com um doméstica, estes cães são muitas vezes extremamente ariscos e imprevisíveis, a tal ponto que muitos países tornam ilegais possuir um híbrido de lobo.

Raças de cães perigosas: Malamute

O Malamute é um descendente próximo do Husky, muito usado para puxar trenós em lugares frios ao redor do mundo. São cães de grande porte e com instinto forte de caça, conhecidos por intimidar presas menores e atacarem animais menores sem serem provocados.

Raças de cachorro violentas: Husky

Assim como o Malamute, o Husky é conhecida principalmente como um cão de trenó. Huskies são cães atléticos e energéticos. Por causa da história da raça como um cão usado para o trabalho, eles não foram criados para serem cães sociais, ao contrário de raças especificamente concebidas para ser animais de estimação.

Raças de cachorro perigosas: Mastife

Mastifes são cães grandes e intimidantes, e os machos podem atingir pesos maiores que 60 quilos. O seu grande tamanho o torna um animal imponente, e o adestramento adequado é de extrema importância para manter esta raça de cão obediente. Mastifes foram criados para serem cães de guarda, então eles têm um temperamento naturalmente agressivo.

Raças perigosas de cães: Doberman

Doberman eram comumente usados como cães de polícia, mas isso é menos comum hoje em dia. Dobermans pode ser muitas vezes ser agressivos com estranhos, mas com menos frequência com seus proprietários. A reputação da raça tem melhorado nos últimos anos, mas seu tamanho e força ainda os tornam potencialmente perigosos, principalmente por ser um cão que é silencioso no ataque, e muito rápido.

Raças perigosas: Pastor Alemão

A mordida de um pastor alemão tem uma força de mais de 1060 Newtons (108 quilos), e alguns estudos mostram que os pastores alemães têm uma tendência a morder e atacar cães menores. Os pastores alemães são comumente usados como cães de polícia e de guarda até hoje.

Cães violentos: Rottweiler

Um Rottweiler tem uma mordida extremamente poderosa, entre 1180 (120 quilos) e 1460 Newtons (149 quilos). Seu porte também ajuda tanto na intimidação quanto no ataque, e ele pode facilmente derrubar pessoas de pequeno porte.

Pitbull

Pit bulls são, de longe a raça mais perigosa e agressiva do cão que existe. Eles exigem treinamento extensivo e adequado para evitar explosões de agressividade. Muitos países ao redor do mundo têm mesmo proibido esta raça extremamente agressiva. A maioria dos ataques registrados de Pitbulls ocorreu sem provocação pela outra parte.

Por favor, entendam: sabemos do carinho que todos nós temos pelos nossos bichinhos de estimação favoritos. Mas temos que ser racionais, e entender que nossos melhores amigos podem ser imprevisíveis. Portanto, cuidado!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)