A existência de raças entre os cães faz com que além das diferenças físicas, existam diferenças também de habilidades, desenvolvimento de instintos e aptidões. Certos cães têm o faro mais apurado que outros, um temperamento mais intempestivo ou mais amável que outros, a visão noturna mais ou menos desenvolvida, o apego e fidelidade ao dono mais ou menos marcante… Enfim, uma variedade de características biológicas e comportamentais que os fazem ser tratados e usados para diferentes fins. Existem certamente os melhores cães de guarda, e também aqueles que jamais servirão para essa função, abandando o rabo e ficando amigos de eventuais bandidos.

Melhores raças de cão de guarda

Pitbull cão de guarda

As características comuns a todos os cães de guarda são:

  • o seu porte grande, que intimida fisicamente a presença de intrusos em uma casa,
  • a sua capacidade vocálica, emitindo alertas e latidos expressivos,
  • as cores preta e marrom foram identificadas em uma pesquisa como as mais intimidadoras,
  • não têm pudores em atacar quando necessário. Defendem o território até as últimas consequências.

Stanley Coren, em “A inteligência dos cães”, desenvolveu uma lista com os melhores cães de guarda, baseado exatamente nos critérios de aparência, força, agressividade, coragem e resistência. São os seguintes:

  • Bullmastiff
  • Doberman
  • Rottweiler
  • Komondor
  • Puli
  • Schnauzer Gigante
  • Pastor Alemão
  • Rhodesian Ridgeback
  • Kuvasz
  • American Staffordshire Terrier
  • Chow Chow
  • Mastiff
  • Pastor Belga – Malinois; Tervuren

A presença de cães de guarda em uma casa, no entanto, não é algo simples. Sua natureza agressiva e dominadora requer treinamento e orquestramento dessas qualidades, para que ele reconheça seus limites e o mando do dono. Donos inexperientes devem buscar ajuda com treinadores e adestradores de cães para manter o equilíbrio do cão e não deixá-lo estressado ou agressivo sem necessidade.  Um caso básico que requer treinamento é a diferenciação de intrusos e de visitas. Para ser um bom cão de guarda o cão não necessita ladrar para qualquer pessoa e atacar os que não são de casa. Pelo contrário, saber diferenciar os convidados dos intrusos e socializar com as pessoas, é necessário para não causar mal entendidos e acidentes. O cão deve ser acostumar à presença de pessoas desde pequeno, e ser educado para obedecer às ordens do dono.

Como criar um cão de guarda

Cão de guarda

Algo que pode parecer frescura, mas que no caso de cães de guarda é importante, é a certificação do Pedigree. Raças híbridas de cães de guarda, que não possuem Pedigree podem ser imprevisíveis e ter comportamentos difíceis de dominar. Os cães de raça e certificação de Pedigree trazem mais segurança pelo fato de serem mais conhecidos.

Mesmo com intrusos, o ideal é sempre ser treinado para primeiro afugentar, depois imobilizar e somente em último caso atacar, o que traz segurança para o próprio cão.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)