Certamente você conhece o Pinscher, aquele cachorrinho pequeno e atrevido, late para todos que passam na rua e é o terror dos entregadores de pizza e porteiros. Lembrou de qual eu estou falando? Ele é um dos cães mais populares e domesticados do país. O seu porte pequeno e o seu pelo curto geram facilidades para sua criação, mas como é um cão com bastante energia, deve ser criado com espaço para correr e brincar. Tem a característica de ser brincalhão, apegado ao dono e protetor. Não é à toa que o Pinscher é conhecido por latir demais e ser nervosinho. Ele é um cão de guarda, sempre alerta e desconfiado de estranhos. Isso mesmo, é o menor cão de guarda do mundo! Você pode notar sua semelhança com o Doberman, aquele cão de guarda enorme e temido, isso acontece pois ambos descendem de um mesmo ancestral, o Pinscher Standard, que não temos aqui no Brasil. Quando o Pinscher percebe alguma ameaça, não poupa latidos nem saltos, ele rosna e morde para proteger o dono e seu território. Isso é curioso, pois o Pinscher alia duas características aparentemente opostas: é feroz e amigável ao mesmo tempo, é um cão de guarda e também de companhia, são extremamente apegados aos donos.

Raça Pinscher

Pinscher adulto marrom

Por seu temperamento esquentadinho, o Pinscher também não se dá muito bem com outros animais. É daqueles que não olha pro seu próprio tamanho e late ferozmente para qualquer cachorro, mesmo os de grande porte. Quando for passear, convém estar sempre alerta para evitar brigas de rua com outros cães.

Tamanho: O tamanho oficial do Pinscher é de 25 a 30 cm de altura, da cernelha (que é a região onde as espáduas se encontram) ao chão.

Cria: A cada ninhada costumam nascer de 4 a 6 filhotes.

Estética: O corte das orelhas, por motivos estéticos, deve ocorrer entre os 2 meses e meio e 3 meses. O corte do rabo, geralmente é feito nos primeiros dias de vida. Somente um veterinário pode fazer esses cortes!

Banho: Como o pelo é curto e escuro, você pode dar um banho mensal e escová-lo duas vezes na semana.

Pelo: Como tem pouco pelo, o Pinscher sente frio no inverno. Convém deixá-lo abrigado em um lugar aconchegante nessa época, e também vestir roupinhas ao sair de casa.

Alimentação: Um boa ração e água sempre fresca é o suficiente.

Pinscher filhote

Pequenino filhote de Pinscher

Se você deseja comprar um filhote da raça Pinscher, isso será muito fácil. Consulte as pet shops que você conhece, certamente eles terão contato de criadores, pois como dissemos, essa é uma das raças mais populares do Brasil. E que tal não procurar se existe algum para adoção?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

6 comentários para “Pinscher : o cão de guarda e de companhia”

  1. Milena

    Perfeito, maravilhoso aquele filhotinho, meus Deus eu amei meu Deus meu Deus ele é tão mas tão mas tão fofuxo meu Deus eu tenho um pincher uma cadelinha o nome dela é Kakau

  2. Marie

    É verdade, o Pinscher quando quer sabe ser bem violento! Meu Axl que o diga! Rsrsrs

  3. Didi Sopa

    Eu tenho um e é linda protetora e amigavel

  4. Sandra

    Eu tenho um, ele e lindo e apegado comigo, meu xodozinho…

  5. Cintia

    Oi eu tenho dois cachorros pinches lua e milgre, são muito amigos me defende rs me ama muiito.

  6. Mariléa

    A minha chama-se melissa, é estressadinha, late demais, mas é carinhosa e proterora. Amo minha cadelinha.