Muitas pessoas pensam que gatos e cães não podem viver juntos pacificamente. Na verdade, alguém já cunhou a frase “lutando como cães e gatos” e não é, obviamente, uma declaração verdadeira, como tem sido durante um bom tempo. Bem, é verdade que alguns cães e gatos não vão ser bons colegas de casa. Eles são dois animais diferentes, com duas diferentes personalidades que não necessariamente se misturam. No entanto, sob as condições certas, muitos gatos e cães podem conviver em perfeita harmonia.

A maioria dos gatos pode coexistir feliz com um cão se eles tiverem tempo suficiente para confortavelmente se conhecer. Se um filhote de cachorro e um gatinho são criados juntos, eles geralmente vão aprender imediatamente a se tolerar. Alguns cães e gatos crescem para ser amigos de verdade, brincando e até dormindo juntos. No entanto, se um cão já é um membro estabelecido da família e você pretende trazer um novo gato ou gatinho para este ambiente, algumas precauções devem ser tomadas.

Quando você introduzir um gato a um cão, certifique-se que o gato está no nível dos olhos do cachorro. Você também deve manter um controle firme sobre os dois animais, fazendo-os sentirem-se mais confortáveis e proporcionando uma sensação de segurança. Se um dos animais parecer agressivo ou assustado, retire imediatamente o gato e tente novamente mais tarde. Você não quer forçar a situação, empurrando-os antes que eles estejam prontos, pois isso só vai piorar as coisas. Dedique-se a isso por alguns minutos, várias vezes no mesmo dia. Eles irão começar a se sentir confortáveis pouco a pouco.

Uma missão possível

É possível que cães e gatos vivam juntos, desde que você tenha a paciência para introduzi-los gradualmente e não force o convívio entre eles. (Foto: forthepubliceye.com)

Nunca deixe um gato e um cão sozinhos até ter certeza de que eles estão confortáveis um com o outro. Se você se afastar, enquanto eles ainda estiverem se descobrindo, você pode se arrepender. O gato ou cachorro podem se arranhar, se morderem ou ficarem feridos. Mesmo se não há feridas visíveis, uma interação não supervisionada assim poderia traumatizar tanto um animal que ele continuaria com medo de outros animais pelo resto da vida.

Mesmo que um gato não se oponha a todos os cães e não se importe de ver um, ele pode ter uma antipatia especial para um determinado cão vivendo em sua casa. Da mesma forma, muitas pessoas poderiam coabitar felizes com qualquer companheiro de quarto, exceto por uma pessoa em particular que os levaria à loucura. Alguns gatos são da mesma maneira. Um gato pode simplesmente não gostar de um cão em particular. Este pode ser o caso, se você já dedicou muito tempo e paciência para tentar fazer um gato e um cão confortáveis um com o outro, mas a arranhões e assobios não estão parando.

Se você está pronto para um novo gatinho ou gato para participar de sua família, ajude o seu cão se acostumar com a idéia, sendo o contrário também verdade. Sob condições rigorosamente controladas, permita que o gato e o cão sintam seus cheiros. Esta interação deve acostumá-los um ao outro em pouco tempo. Se, no entanto, eles parecem ser incapazes de ficarem junto, você pode precisar de reavaliar a situação de seus bichinhos de estimação.

Pense nas necessidades higiênicas que cada um deles terá e como será a imunização de cada um deles. Um gato pode ser vulnerável a doenças de cães e o mesmo pode acontecer ao contrário. E você não vai querer deixar seus bichinhos doentes. Converse com seu veterinário para saber se há alguma preparação especial, no que tange vacinas e/ou tratamentos, para que seus bichinhos sejam mais resistentes. Prepare também sua casa: mais bichinhos, mais coisas podem ser quebradas, mordidas e arranhadas.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)