Seu gato está agindo fora do normal? Se sim, você pode ter um gato triste! E a depressão em gatos é uma condição real e reconhecida.

O problema é que a depressão do gato pode ser difícil de detectar. Este guia ajuda a identificar o humor baixo em gatos, entender as causas e apoiar o seu amigo de pele.

O que é um gato depressivo?

Especialistas em comportamento explicam a depressão do gato como “uma ausência de alegria”.

Um gato triste altera seu comportamento normal. Portanto, se o seu gato não se aproximar mais para cumprimentá-lo ou parar de se cuidar, isso pode ser um sinal de que algo está errado.

Sua primeira parada deve ser o veterinário. Sempre descarte causas médicas antes de assumir que um problema é psicológico. Muitas condições comuns causam falta de energia; portanto, verifique sempre sua saúde primeiro.

Se o seu gato for liberado verificação de saúde, você pode ter um gato deprimido.

O que pode deixar seu gatinho triste?

Pense nas circunstâncias do seu gato e nas chances dele desenvolver depressão.

Uma das muitas coisas que amamos nos gatos é seu espírito independente. Gatos escolhem quem eles amam e receber seu carinho é uma grande honra. Este é um exemplo de como os gatos gostam de estar no controle.

Os behavioristas felinos explicam que a depressão ocorre quando um animal experimenta eventos fora de seu controle. Isso pode ser mudar de casa, a perda de um companheiro ou um proprietário voltando ao trabalho. Qualquer evento estressante que afeta o gato pode desencadear a depressão, incluindo:

  • Chegada de um novo animal de estimação
  • Perda de um proprietário
  • Gatos invadindo o quintal
  • Rompimento familiar, como divórcio
  • Novo bebê
  • Proprietário saindo de férias
  • Construção ou reforma em casa

Qualquer estresse pode desencadear a depressão, o que também inclui um gato que não é capaz de fazer coisas “maliciosas”. Um gato incapaz de escalar, caçar, brincar ou arranhar pode ficar frustrado e deprimido.

Faça uma avaliação de risco rápida em seu gato. A vida deles mudou recentemente de uma maneira perturbadora? Então, é preciso analisar os sinais de forma mais clara.

Depressão em felinos

Gatos com depressão apresentam sinais claros e que, quando identificados, devem ser devidamente tratados. (Foto: Pet Central)

Sinais de depressão em gatos

A palavra que melhor resume os sinais de depressão do gato é “retirada”. Um gato deprimido se retira e deixa de fazer as coisas que costumava gostar. Assim, se o seu felino parar de fazer algo que normalmente o faz ronronar, você pode ter um gato depressivo nas suas mãos. Esteja alerta para sinais como:

  • Perda de apetite e desinteresse em guloseimas
  • Dormir quando normalmente acordam
  • Falta de higiene. Você pode perceber isso como uma pelagem opaca, seca ou atada
  • Retirada de trocas táteis, como batidas na cabeça ou abraços no colo
  • Perturbações intermitentes da barriga
  • Hábitos alterados, como não vir cumprimentá-lo
  • Perda de interesse em brinquedos favoritos
  • Perda ou ganho de peso (dependendo do conforto ou não da alimentação)

Esses sinais são gerais; portanto, verifique se seu gato não está doente antes de assumir que está deprimido.

O que fazer quando o gato está triste?

Sim, você pode ajudar um gato triste! Definir uma rotina, divertir o gato e medicamentos podem melhorar o humor de um gato deprimido.

Rotina

Gatos não gostam de incerteza. Se o mundo deles virou de cabeça para baixo recentemente, a restauração de sua rotina pode ajudar muito. Imagine um gato que perdeu um companheiro ao longo da vida. Há um buraco na vida deles: quem eles aconchegam até agora? Quem lava os ouvidos? Seu gato pode estar sentindo um enorme abismo de ansiedade por algo tão familiar ter desaparecido.

Esses gatos sabem que seu novo dono está angustiado, que as refeições não chegam a tempo e que ninguém escova sua pele. O que o gato vai pensar? É provável que estejam descontentes com a falta de controle e que os marcadores deixaram.

Quando um proprietário os alimenta a tempo, os escova como de costume e dá uma atenção suave, isso tranquiliza o gato.

Faça um esforço para seguir a programação. Passe um a um tempo mexendo e acariciando o gato. Considere o treinamento com cliques para recompensar ronronos ou momentos em que seu gato sair da tristeza.

Estímulo mental

Não há nada como tédio para alguém (humano ou felino) pensar demais nas coisas e afundar em um humor triste. Ocupe a mente do seu gato com muita estimulação mental. Isso tem o bônus de o gato expressar comportamentos normais, como caçar ou atacar. Isso facilita a frustração, um dos fatores que contribuem para a depressão em gatos.

É claro que os gatos não fazem palavras cruzadas, então como você se envolve com a mente deles?

Brincar: Passe de 5 a 10 minutos várias vezes ao dia envolvendo seu gato em um jogo. Brinquedos como um gatilho de asa-em-uma-corda fazem o gato bater e golpear. Não espere muito no começo. Fique satisfeito com um movimento lento da pata e desenvolva isso.

Imite a atividade de caça: esconda algumas delícias ultra-saborosas pela sala. Mostre ao seu gato onde está o primeiro e elogie-o quando o comer. Atraí-los para o próximo tratamento e elogie-os novamente. Eles farejam as outras delícias e imitam sua atividade natural de caça, o que é ótimo para uma boa saúde mental.

Alimentadores de quebra-cabeças: use uma caixa de ovos vazia como um alimentador simples de quebra-cabeças. Polvilhe alguns pedaços de ração em cada copo vazio. Seu gato então precisa se mover para procurar a próxima caixa cheia. Em seguida, procure alimentadores de quebra-cabeça interativos, nos quais o seu gato precisa bater no brinquedo com a pata para que a comida caia.

Poleiros altos: os gatos gostam de estar lá em cima. Proporcione um poleiro alto perto de uma janela para que eles possam subir e observar o mundo lá fora.

Postes de arranhões para gatos: forneça postes de arranhões resistentes para gatos ao lado da cama e da porta. Coloque erva de gato para incentivá-los a usá-lo. Coçar é um comportamento natural de marcação de território e ajuda seu gato a se sentir mais seguro.

Treinamento de obediência: o treinamento é maravilhoso, uma vez que você se liga. Também é mentalmente exigente para o seu gato e pode ajudar a combater a depressão.

Medicação antidepressiva para gatos

Se o seu gato triste se recusar a comer ou interagir, pode ser necessário tomar medicamentos a curto prazo. Converse com seu veterinário sobre qual é o remédio mais adequado para seu animal de estimação.

Além dos medicamentos prescritos, você pode tentar:

Feromônios: são sintéticos para gatos que transmitem mensagens de perfume tranquilizadoras.

Suplementos: derivados da proteína do leite, que atua nas mesmas partes do cérebro que remédios antidepressivos. Tem um efeito anti-ansiedade natural.

Prevenção de depressão para gatos

Se você estiver em uma situação triste em que está prestes a perder um de um par de gatos, tente planejar a separação final. Pensa-se que os gatos entendem a morte, mas não a ausência. Assim, se um companheiro ligado desaparecer, o gato restante pode se sentir desolado.

Dê ao gato sobrevivente a chance de dizer adeus. Deixe-os cheirar o corpo do recém-falecido companheiro, para que possam processar a morte e aceitá-la. Pode não impedir que o gato fique deprimido, mas pode reduzir a profundidade e a gravidade da tristeza.

Da mesma forma, para outras mudanças nas circunstâncias, tente proteger seu gato. Mantenha as refeições pontualmente e passe algum tempo brincando e se preocupando com elas, independentemente das mudanças.

Se você sabe que algo estressante está prestes a acontecer, use um difusor de feromônio Isso ajuda a reduzir a ansiedade e ajuda seu gato a lidar melhor.

E importante, evite o tédio. Verifique se o seu gato tem muitas saídas para comportamentos naturais e brincadeiras. Forneça condomínios de gatos altos para o seu gatinho subir. Posicione uma plataforma perto de uma janela para que eles possam observar os pássaros. Deixe brinquedos para gatos enquanto estiver no trabalho. Uma caixa de papelão com papel amassado dentro faz um brinquedo irresistível, para que você não precise gastar muito.

Os gatos sabem quando você está triste?

É oficial! Os gatos reconhecem o humor humano.

Gatos podem captar emoções humanas, como tristeza. Eles apenas têm maneiras limitadas de mostrar empatia.

Então, se você está triste e o gato senta no seu colo; pode ser a maneira deles de oferecer conforto. E sua tristeza pode até contaminar o gatinho.

Depressão em gatos é uma coisa real e precisa de tratamento.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)