Uma das perguntas mais comuns que as pessoas tem sobre algumas raças, como o buldogue francês, é se a cauda do cachorro é cortada ou se ele nasce sem a causa. Bem, apesar de parecer cortada, muitas raças nascem com um rabo muito curto em diferentes formatos. No caso do buldogue francês o rabo é naturalmente curto e pode ter três formas.

Tipos de rabo do buldogue francês

Os buldogues franceses têm caudas curtas que vêm em três formas: reta e atarracada, enrolada e atarracada e raiz grossa com uma ponta muito fina.

A maioria das pessoas não sabe que os franceses realmente tinham caudas mais longas na história. No entanto, devido à criação seletiva, esses pequenos cães peludos receberam caudas curtas e grossas. Como essa raça foi usada para brigas de cães e para atrair touros na história, as pessoas queriam “produzir” um francês com cauda curta. Dessa forma, havia menos possibilidades de um cão sofrer ferimentos na cauda. Felizmente, a luta de cães é hoje proibida, mas esta raça adorável e afetuosa manteve sua cauda curta.

Para resumir, um padrão de cauda de buldogue francês exige que ele cubra o ânus e não consiga levantar seu rabo acima da horizontal.

Rabo de buldogue

O buldogue francês tem um rabinho bem pequeno. (Foto: Pinterest)

Rabo de cachorro pequeno: os possíveis problemas

Infelizmente, cães com caudas curtas são propensos a desenvolver uma condição de saúde chamada hemivértebra ou escoliose. É uma condição congênita que afeta a coluna do cão e leva a uma série de problemas. A palavra “vértebras” significa literalmente uma coluna torta e pode comprimir a medula espinhal de um francês. Um cão que sofre de hemivértebra pode mostrar fraqueza nos membros posteriores, dores e incontinência urinária ou fecal.

Os buldogues franceses geralmente desenvolvem a escoliose aos 9 meses de idade. É o momento em que a coluna deles ganha uma forma final. A hemivértebra pode ser determinada como um caso leve, onde apenas uma ou duas vértebras apresentam a deformidade e o cão não apresenta sinais clínicos. Em outros casos, a condição pode se tornar grave e afetar a capacidade do cão de funcionar.

Tratamento de hemivértebra de buldogue francês

A escoliose em buldogues franceses podem ser descobertas através da realização de um raio-X e exame físico. Além desses dois, é possível realizar a tomografia computadorizada ou a ressonância magnética para descobrir esse tipo de condição. Quando falamos de tratamento, na maioria dos casos, os veterinários prescrevem diferentes medicamentos anti-inflamatórios, enquanto cães com dores graves precisam passar por uma cirurgia.

Infecção da cauda do buldogue francês

Como as caudas dos franceses cobrem o ânus, elas podem facilmente ter uma infecção. É por isso que você, como proprietário desta raça linda e única, precisa prestar atenção a uma limpeza regular da cauda. Aconselho que você faça isso toda vez que seu cão vai ao banheiro. Você pode usar um pano úmido simples para bebê ou um pano úmido para limpeza.

Uma infecção da cauda é seguida por pele vermelha, inchada e com coceira, além de mau odor embaixo da cauda e deve ser tratada com cremes antibióticos em caso de infecção bacteriana. Observe que uma infecção na cauda do buldogue francês é uma condição dolorosa que pode exigir cirurgia em casos graves.

Esperamos não ter deixado dúvidas sobre os buldogues franceses. Caso tenha alguma pergunta, deixe nos comentários e iremos responder!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)