É muito como que os cães busquem água para se refrescar, principalmente nesta época de calor. Você deve tomar bastante cuidado com seus cães, pois mesmo sendo bons nadadores, os cachorros acabam se cansando e quando isso acontece o animal pode se afogar.

Veja o que você deve fazer para evitar um afogamento de seu cão e como ajudá-lo caso isso acontece. Tudo isso muito mais você pode aprender neste artigo, confira tudo a seguir:

Prevenções!

A primeira dica é que você não deixe seu animal sozinho próximo de piscinas, no lago ou na praia. Nos casos de levar seu animal para se refrescar no mar ou no lago, você deve ficar bem próximo do animal a todo o momento.

Os cuidados com a correnteza do mar é fundamental, no lago é aconselhamos que você jamais deixasse seu animal nadar para uma distância muito grande da margem, os casos de afogamento dos cães acontecem em grande maioria pelo cansaço.

O cuidado que deve ter para áreas com piscina é apenas não deixá-lo sozinho, apesar de nadar muito bem e a piscina apresentar ser um local sem risco, o animal pode se atrapalhar e acabar tendo dificuldades na hora de sair dela, as bordas escorregadias pode fazer com que ele fique preso dentro da piscina e com o cansaço acabe se afogando.

Como agir se o cão se afogar?

Cuidados ao levar seu cachorro par nadar

Como agir depois do afogamento?

O primeiro passo é erguer o cachorro de cabeça pra baixo e sacudi-lo para fazer com que ele expulse o maior número de água possível. Caso você não consiga erguê-lo devido o seu tamanho e peso, você deve colocá-lo sobre uma superfície inclinada com a cabeça para baixo.

Você deve olhar se o cão esta respirando, se ele não estiver respirando você deve sentir o batimento cardíaco dele. Para fazer isso, você deve colocar os dedos a 5 cm do cotovelo no meio do peito.

Se você sentir que o coração esta batendo, você deve fazer uma respiração artificial. Veja o procedimento completo abaixo:

  • Você deve deitar o cão de lado.
  • Estique a cabeça e o pescoço do cão.
  • Você deve manter a boca e lábios fechados.
  • Agora você deve assoprar com força pelas narinas.
  • Repita esta respiração a cada 5 segundos.
  • Respire bem fundo e repita isso até sentir uma resistência ou ver que o peito do animal subiu.
  • Depois de 10 segundos você deve parar e observar se o peito está se movendo.
  • Isso vai indicar se o cachorro está respirando sozinho.
  • Caso você veja que o cachorro não esta respirando sozinho, você deve continuar com a respiração artificial.

Caso você perceba que seu animal voltou a respirar sozinho, o processo de respiração deve ser interrompido e você deve aguardar por alguns segundos para que o animal vá se recuperando. Fique sempre próximo e observe os batimentos do coração. Caso exista uma clínica veterinária próxima do local do acidente, você deve levá-lo imediatamente para lá. A respiração deve ser feita durante o caminho.

Este tipo de situação é realmente desesperadora e o ideal é prevenir ao máximo o risco de acidentes assim. Você deve sempre buscar o melhor para seu cão, tente imaginá-lo como uma criança indefesa, isso vai te ajudar a enxergar riscos onde antes parecia não existir.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)