Cuidados com bichinhos idosos e mais velhos!

Escrito na categoria "Cães, cachorros e caninos" por André M. Coelho.

Os animais têm um tempo de vida até longo, mas se comparado com a nossa vida, os animais vão completar seu ciclo de vida rapidamente e nem vamos perceber que aquele filhote que há poucos anos tinha acabado de nascer, agora precisa demais dos nossos cuidados por já estar bem idoso.

A melhor forma de ajudar o seu animal é cuidando da saúde dele, esta atitude vai prevenir as doenças da terceira idade canina. Cuidados com o peso são fundamentais, animais que estão acima do peso costumam ter tosse, respiração ofegante e dificuldade de locomoção, além do mais grave de todos os problemas que é a alteração cardíaca.

Você deve entender que como passar o tempo, o sistema digestivo do animal tente da funcionar mais lentamente, agindo desta forma, ele não consegue digerir as proteínas tão bem como antes. Isso significa que você deve oferecer ao animal idoso, várias doses diárias de alimentação, mas em menor quantidade que de costume. Consulte um especialista sobre a sua raça e descubra qual a melhor ração para cada de tipo de animal.

Você deve ficar bem atento outro fator importante de um animal idoso, talvez este animal esteja com algum tipo de problema que aumente ou diminua a ingestão de alimentos. Entre estes problemas podemos citar: Dentes com cáries ou tártaro podem dificultar a mastigação, isso certamente levará o cão ao emagrecimento.

A solução destes casos é extraí-los, grande parte das vezes esta será uma medida correta e vai melhorar bastante o apetite e a energia do seu velho animal de estimação. Com o passar dos anos é natural que os animais percam os dentes, isso acontece naturalmente e você deve pensar na possibilidade e necessidade de mudar a alimentação sólida para pastosa.

Cuidados especiais com cães e gatos mais velhos

Como cuidar de animais idosos?

É bem comum o caso de animais da terceira idade que apresentam problemas neurológicos parecidos ao Mal de Alzheimer, tudo isso é resultado natural da falência do sistema e das habilidades de aprendizado. Estes fatores podem causar alterações drásticas do comportamento de seu animal, tais como:

Neste estágio da vida do animal é que você deve estar ainda mais presente, converse bastante com seu animal, brinque com ele e tente fazer isso sem alterar drasticamente sua rotina de vida e muita menos exigir demais dele.

Caso ele te morda ou comece fazer xixi em locais errado, você não deve repreendê-lo de forma brusca, tudo isso é efeito da idade, ela faz com que o seu animal perca todos os treinamentos do passado. Você pode tentar fazer um novo treinamento com ele, isso será bom e saudável para manter a mente do animal idoso funcionando. Mas você não deve esperar grandes resultados.

Como melhorar a qualidade de vida do animal idoso

Estas foram nossas dicas finais e vamos encerrar este artigo com a certeza que deixamos todos com ótimas informações, queremos ajudar muito na melhora de vida do seu animal idoso e esperamos que vocês tenham entendido tudo e possam colocar o máximo possível de dicas em prática.

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André sempre se preocupou com animais de estimação e já teve cachorros, gatos, chinchilas, peixes, e hamsters. Para poder cuidar dos seus bichos, teve de pesquisar e estudar muito, conversando com técnicos e profissionais da área. Desde 2012, decidiu compartilhar com os leitores do blog o conhecimento que aprendeu em todo este tempo.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário