Se seu gato está obeso, isso não é nem um pouco fofo ou engraçado. Se ele permanecer gordo, ela vai viver uma vida mais curta do que seus colegas mais magros. Sua qualidade de vida será comprometida pela mobilidade e questões de higiene devido ao seu peso, além de um grande número de doenças dolorosas e debilitantes relacionadas à obesidade, incluindo artrite, diabetes, pressão arterial elevada, problemas respiratórios e doenças renais. Tenho certeza que você quer o seu gato amado com você o maior tempo possível e em boa saúde. Que tal começar aprendendo como emagrecer um gato com algo que vá além da ração para gatos obesos? Vale sempre lembrar: não comece um programa de dieta para seu gato sem antes consultar um veterinário!

Como emagrecer um gato: refeições em porções consistentes

A maioria dos proprietários de gatos com sobrepeso servem seus animais de estimação um buffet durante todo o dia. Eles colocam uma tigela de comida e gato é permitido comer o tempo inteiro. Quando o alimento reduz na tigela, ela é recarregada. O que você precisa saber é que seu gato é um carnívoro cujo instinto é caçar sua comida. No ambiente selvagem seu gatinho caçaria e comeria alguns ratos por dia dependendo da idade e demanda metabólica. A caça não é comida de graça. Os gatos não são como cavalos, vacas ou outros animais de pastagem que exigem um fornecimento constante de alimentos em seus tratos digestivos.

O instinto natural de seu gato é comer uma pequena quantidade de alimento seguido por um jejum, seguido por outra pequena quantidade de alimento e outro período de jejum. Gatos fornecidos com um fornecimento constante de comida disponível ficarão preguiçosos. Isso é contrário à natureza deles, e os gatos nesse sistema muitas vezes consomem calorias demais em porções descontroladas.

Ofereça duas refeições controladas durante o dia, uma na manhã e uma na noite aproximadamente no mesmo horário a cada dia, algo que funciona bem para a maioria de gatos e igualmente se encaixa no horário diário para a maioria de famílias. Se você estiver em casa durante o dia, você pode alimentar várias pequenas refeições em vez disso, uma vez que um estudo mostrou que os gatos alimentados com mais frequência são mais ativos.

Como alimentar seu gato obeso

Seu gato pode não gostar do começo da dieta, mas vai aprender com o tempo a mudar a rotina de alimentação para algo mais saudável. (Foto: PetsPyjamas)

Ração para gatos obesos: faça o cálculo das calorias

Para saber quanto alimento alimentar o seu gato, você deve calcular as calorias. Verifique com o seu veterinário sobre o peso adequado para o seu gatinho. Para descobrir quantas calorias seu gato precisa por dia para atingir o peso ideal, primeiro você deve pesá-lo. Multiplique o peso do seu gato em quilogramas por 30 e então adicione 70 a esse resultado. Agora multiplique esse resultado por 0,8. Esse valor é  quantidade de calorias que seu gato precisará para manter o peso atual. Se o seu gato come menos do que o valor de calorias encontrado por dia, ele vai perder peso. Se ele receber mais do que o valor encontrado para calorias por dia, ele vai ganhar peso. Se você manter a dieta em torno do valor encontrado de calorias, ela vai manter seu peso atual. Vamos pegar um gato que tenha um peso ideal de 5 quilos como exemplo.

5 x 30 = 150

150 + 70 = 220

220 x 0,8 = 176

Para deixar o seu gatinho no seu peso ideal de 5 quilos, você precisa alimentá-lo cerca de 176 calorias em um período de 24 horas. Se seu gato tem alguns quilos a mais do que esse peso, basta usar esse cálculo como referência e alimentá-lo com essa quantidade de calorias para um peso ideal de 5 kg.

Gatos obesos e dieta adequada para a espécie

Se seu gato está comendo qualquer ração, ele precisará ser devagar e com segurança sofrer uma transição para a nutrição certa para a espécie dele. Os gatos exigem uma dieta balanceada, umidade, carne fresca que você pode fazer em casa com receitas, ou comprando de uma loja. Não só a alimentação correta ajuda com a perda de peso como ela vai fazer seu companheiro felino muito mais saudável no longo prazo. Lembre-se que a maioria dos gatos viciados em alimentos secos não vai comer alimentos crus, inicialmente. Seu primeiro passo é a transição para alimentos preparados apropriadamente. Uma vez que seu gato trocar o alimento seco pela comida preparada, tudo fica mais fácil na dieta do bichano. Os gatos também podem ficar gordos comendo muito de uma dieta de alimentos frescos, sem exercício apropriado. Portanto, certifique-se de calcular a ingestão calórica adequada para o seu gato, independentemente do tipo de comida que ele está comendo.

Obesidade em gatos castrados ou não pode acontecer em casas multi gatos

Alguns gatinhos são comedores vorazes, enquanto outros são sempre exigentes. Se acontecer de você ter ambos os tipos de comedores em sua casa, é melhor separar todos na hora das refeições. Isso lhe dá a capacidade de controlar com precisão a quantidade de alimento que cada gatinho é servido, permitindo que você saiba imediatamente se o apetite de alguém cai ou aumenta de forma visível (ambos podem ser sinais de doenças). Além disso, comer sozinho também permite que cada gato coma em seu próprio ritmo, sem se preocupar com concorrentes pelo alimento.

Exercícios físicos são importantes para os gatos

Faça seu gatinho se mover em uma base diária. Certifique-se de que seu gato tem coisas para escalar em casa, como uma árvore de gato multinível ou uma torre. Invista em um brinquedo a laser, ou algo mais simples, como bolinhas que fazem barulho. Ao considerar outros brinquedos para o gatinho, pense como um caçador e escolha brinquedos e atividades que apelam para o instinto de caça do seu gato. Brinque com seu gato todos os dias para forçá-lo a se exercitar um pouco.

Esperamos ter dado algumas idéias para ajudá-lo a começar a ter seu gatinho obeso de volta para um peso saudável. O que você está esperando? Comece logo, e não se esqueça de voltar aqui para nos contar os resultados!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)