O Cane Corso é uma raça antiga de cães que provavelmente existe há milhares de anos. Uma raça mastim, grande e poderosa, com músculos requintados, este cão tem sido tradicionalmente usado tanto como caçador quanto como guardião. Atualmente, o trabalho mais comum dado ao Cane Corso é o de “proteção pessoal” – um guarda-costas canino, se você preferir.

Dedicado à sua família, este é um cão ferozmente protetor que será territorial dentro de sua casa. Seus requisitos de exercício precisam ser adequadamente atendidos e devem ser treinados em alto grau para evitar o desenvolvimento de comportamentos indesejados. Teimoso às vezes e nunca ansioso para agradar, um treinador experiente é altamente recomendado.

Cane Corso: tudo sobre a raça

O Cane Corso italiano, também conhecido como Mastim Italiano, é um cão do tipo molosso que provavelmente remonta a vários milênios. Pensa-se que esta raça se originou de um cão antigo que existia em Épiro e, posteriormente, foi empregada pelos romanos antigos como guerreiro e caçador.

Os cães grandes e poderosos eram tradicionalmente valorizados, e, portanto, o Cane Corso foi criado através da criação consciente, a fim de criar cães de guarda formidáveis. Oferecendo proteção aos agricultores italianos, mas também apto a pastorear seus animais e caçar, esse cão ganhou seu lugar na história como um cão de guarda versátil. De maneira impressionante, um dos atributos mais procurados desta raça foi sua capacidade de se defender e matar lobos.

Popular particularmente nas partes mais rurais do sul da Itália, o Cane Corso se tornou uma parte verdadeiramente integrante de muitas fazendas, com os agricultores relutantes em parar de usá-los, mesmo quando seus empregos foram amplamente substituídos por tecnologia. Eles sofreram, no entanto, com uma diminuição na popularidade, assim como muitas outras raças de cães na época, durante a Segunda Guerra Mundial, quando os homens foram recrutados, e a sociedade sofreu financeiramente.

Chegando perto da extinção, um esforço dedicado começou na década de 1970, e os Cane Corsos da época foram criados com cães do tipo mastim semelhantes, a fim de reviver a raça, resultando na produção de um cão mais pesado em geral. Em 1983, a Sociedade Amatori Cane Corso foi formada. Felizmente, todos os cães que se encaixam no padrão foram aceitos (e não apenas aqueles com uma linhagem conhecida), garantindo um conjunto genético mais amplo e menos doenças hereditárias na população. Em 1994, o Cane Corso foi reconhecido pelo Italian Kennel Club.

Utilizado com mais frequência para proteção pessoal e atualmente como animal de companhia, o Cane Corso ganhou inegavelmente uma reputação ruim por ser excessivamente agressivo e um cão perigoso. Essa reputação foi causada por proprietários ignorantes, treinamento inadequado (ou ausente) e uso da raça em práticas desagradáveis, como brigas de cães. Como uma nota lateral para qualquer proprietário de Cane Corso, como eles estão oficialmente na lista de raças perigosas, vários provedores de seguros se recusam a cobri-los.

Características do cane corso

Grande e imponente, o cane corso é um lindo cão italiano que pode agradar muitos criadores e fãs. (Foto: Cane Corso Association of America)

Aparência do cachorro Cane Corso italiano

Embora pareça semelhante a muitos cães do tipo mastim, o Cane Corso foi criado ao longo do tempo para ser mais aerodinâmico e atlético, garantindo que eles possam correr e caçar com sucesso. No entanto, eles devem parecer imponentes e poderosos o suficiente para impedir qualquer intruso. Embora muitos mastins tenham sido visivelmente curtos e desprezados rostos, o focinho do Cane Corso é relativamente longo, considerando sua ancestralidade. Eles ainda são classificados como raça braquicefálica.

A cabeça é larga e o pescoço impressionantemente grosso. Seus ouvidos baterão para frente se não forem cortados – uma prática que está perdendo popularidade nos últimos tempos. Seus olhos são amendoados e os mais escuros são os preferidos, embora a cor normalmente reflita a cor da pelagem. Eles terão uma cauda longa que deve ser carregada ereta, embora muitos Cane Corsos tenham suas caudas atracadas quando jovens.

As fêmeas medem 58 cm a 66 cm e pesam entre 40 e 45 kg, enquanto os machos são maiores, medindo 62 cm a 70 cm e pesando até 50 kg. Seu pelo curto pode vir em uma variedade de cores e manchas brancas são aceitas. As cores comuns do casaco incluem:

  • Preto
  • Tigrado
  • Cinzento
  • Castanho
  • Vermelho

Embora curtos, o pelo é de fato um pelo duplo, com o pelo externo muito mais duro do que o subpelo aveludado.

Cane Corso: temperamento

Leal até o fim, o Cane Corso é o cão de guarda por excelência, ferozmente dedicado à sua família, defendendo-o a qualquer custo. Embora comumente formem um forte vínculo com um membro da família em particular, eles protegerão todos em seu círculo íntimo. Suspeitando fortemente de novas pessoas, o Cane Corso será cauteloso ao ponto de agressão e recomenda-se muita cautela quando uma nova pessoa invadir seu território.

Um bem treinado Cane Corso ficará indiferente a estranhos e aguardará o comando de seu dono para garantir que tudo esteja bem. A falta de treinamento adequado do Cane Corso desde tenra idade pode levar a um cão que não aceita visitantes em sua casa.

Tradicionalmente um cão independente, o Cane Corso é confortável em sua própria empresa e raramente exige atenção humana. Dito isto, deixar um Cane Corso em paz por um longo período de tempo levará inevitavelmente a comportamentos incômodos, como destruição dentro da casa ou latidos incessantes.

Embora geralmente seja muito tolerante com as crianças com as quais eles cresceram, o Cane Corso deve ser supervisionado o tempo todo com todas as crianças devido à sua força inata e potencial de agressão. O Cane Corso é notório por ser agressivo com cães e, em particular, machos intactos não toleram outros machos intactos. Também é preciso tomar cuidado com animais menores, como gatos ou coelhos, pois o Cane Corso é um caçador nato e pode muito bem confundir animais de estimação da família com presas.

Treinabilidade do Cane Corso

O Cane Corso é um cão de guarda natural, patrulhando seu território e garantindo que os invasores saibam que não são bem-vindos. Eles também tendem a ter uma personalidade incrivelmente dominante e questionam a autoridade ao longo da vida. Portanto, é imperativo que seu treinador seja experiente e consistente.

Sua inteligência mantém o treinador alerta, mas também significa que eles geralmente respondem bem às instruções e aprendem novas tarefas rapidamente. Esta raça de cão responde particularmente bem ao reforço positivo e ao treinamento baseado em tratamentos.

Um proprietário mal preparado que não dedica tempo suficiente para treinar seu Cane Corso corre o risco de possuir uma arma potencialmente letal e deve questionar seriamente se é o melhor proprietário dessa raça de cachorro.

Saúde do Cane Corso

Geralmente conhecido por sua boa saúde, o Cane Corso tem uma expectativa de vida de 10 a 12 anos e tende a ter uma boa qualidade de vida. Como são menos braquicefálicos do que outros Mastins, geralmente não sofrem com os problemas respiratórios associados. Algumas condições que devem ser monitoradas incluem:

Inchaço

Uma condição com risco de vida que ocorre quando o estômago se enche de gás que não pode escapar. O animal parecerá visivelmente inchado e babará e ofegará. Sem atenção veterinária imediata, o animal provavelmente falecerá.

Condições ortopédicas

Muitos cães grandes são propensos a displasia da anca, displasia do cotovelo e outras anormalidades ósseas dolorosas e degenerativas. Os animais reprodutores devem ser rastreados e os cães afetados não devem ser criados.

Níveis de exercício e atividade do Cane Corso

Com demandas de exercício relativamente altas, principalmente em comparação com raças semelhantes, esse cão grande precisa de bastante atividade em suas vidas para mantê-lo calmo e bem ajustado. Uma corrida longa e diária e acesso a um grande jardim cercado são essenciais.

Um jardim muito seguro é essencial para o caso de Cane Corso ver presas do lado de fora e tentar escapar. Os cães não devem ser exercitados em pistas extensíveis ou muito perto de outros animais devido ao alto risco de brigas de cães. Sem uma saída para sua energia, um Cane Corso tem muito mais probabilidade de se comportar mal e se tornar agressivo.

Higiene para o Cane Corso

Um cão de baixa manutenção com pelo curto, escovar 2-3 vezes por semana será adequado. É absolutamente essencial introduzir um regime de higiene quando este cão é um filhote para garantir a aceitação. A verificação e limpeza das orelhas, escovação de dentes, escovação de pelos, verificação de pata, banho e corte de garras devem ser iniciadas o mais rápido possível.

O que acham do Cane Corso? Vocês teriam um cão desses?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)