É muito natural que nós nos preocupemos com a nossa alimentação, procurando ter sempre uma dieta saudável, equilibrada e adequada às nossas necessidades diárias, não é mesmo? E da mesma maneira que temos este cuidado com a nossa alimentação é muito importante ficar atento às necessidades que nossos animais de estimação possuem. Hoje vamos falar sobre as necessidades alimentares dos gatos.

Toda ração é igual?

Antes de mais nada, o mais óbvio: a ração. Os gatos são animais essencialmente carnívoros e, ao contrário dos cães, encontram dificuldades em se adaptar a uma dieta que não seja totalmente proteica, uma vez que seu organismo é preparado para sintetizar melhor este nutriente e encontra dificuldades em estocar gorduras e nutrientes de origem vegetal. Além disso, basta observar os dentes do seu bichano: são todos moldados para rasgar e arrancar carne e não para mastigar.

Tendo isso em mente é importante ler os rótulos antes de comprar a ração do seu gato: antes de observar quão conhecida é a marca, procure

Ração felina

Cada estágio da vida pede uma ração diferente

observar a composição da ração e dê sempre preferência para aquelas que contem com o maior número possível de ingredientes de origem animal, ficando atento a termos como “farinha de peixe”, “óleo de peixe”, “farinha de carne e ossos” e assim por diante, evitando as que contem com muitos ingredientes cereais, como farinha de linhaça e aveia. Além disso é interessante observar a que idade esta ração é designada, uma vez que a ração para filhotes precisa ser mais mole e conter mais nutrientes, enquanto a adulta pode ser mais dura.

Muitas pessoas tem dúvidas também a respeito de dar ou não carne crua para os bichanos. A resposta aqui é até simples: os gatos necessitam muito de um aminoácido chamado taurina, presente na carne crua. A maioria das rações de qualidade oferece este aminoácido de maneira sintetizada, o que dispensa o dono de oferecer carne crua. O porém é que estas rações são caras e podem não ser viáveis para algumas pessoas. Neste caso, misturar pedaços de fígado, coração de boi ou galinha e vísceras cruas à uma ração mais barata pode ser a solução, bastando tomar a precaução de congelar a carne por pelo menos 3 dias antes de oferecer ao gato, de maneira a eliminar o protozoário que causa a tão temida toxoplasmose. E vale lembrar:

Composição do aminoácido Taurina

A Taurina é responsável pela formação da retina felina e sua ausência pode causar cegueira no gato

sempre ofereça a carne crua após esse período de congelamento, já que cozinhar a carne faz com que a taurina seja inutilizada.

Suplementos para gatos?

E por último, também assim como nós os gatos podem precisar de suplementos alimentares em alguns momentos de sua vida. O mais importante neste caso é manter visitas regulares ao veterinário, que é quem será capaz de identificar esta necessidade e indicar o suplemento que deverá ser oferecido ao seu bichano. Nunca, de maneira alguma, administre medicamentos e suplementos em seus animais de estimação sem a prévia visita a um veterinário.

Se você é fã de gatos, não deixe de conferir o artigo falando sobre gatos de raça e os cuidados especiais que eles demandam.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)