Sabemos que a perda de um bichinho de estimação é uma grande dor. E escolher como se despedir da forma certa para o seu animal de estimação depende do que é melhor para você, sua família e seu melhor amigo. Há muitas coisas a considerar, incluindo quais os recursos que você tem acesso, as leis locais, e qual tipo de despedida com a qual você está mais confortável, decidindo entre o enterro e a cremação.

Enterro de um animal de estimação

Cemitérios para animais de estimação podem oferecer um lugar reconfortante e sagrado para visitar os restos mortais do seu animal de estimação. Os custos podem variar amplamente, dependendo do tipo de caixão e grau de personalização da cova. Muitas áreas não permitem o enterro em casa ou no quintal, e é importante verificar o regulamento sobre isso. Seu animal de estimação deve ser enterrado profundamente bastante impedir que animais selvagens perturbem o túmulo. Se você enterrar em casa você pode não ser capaz de levar o seu animal de estimação com você se você se mudar.

Cremação do animal de estimação

Cremação pode ser uma alternativa econômica ao enterro. Ter seu animal cremado não significa que você não pode ter um memorial para o bichinho, pois você pode fazer uma urna ou altar para os restos dele. Existem muitos crematórios privados. Seu veterinário pode oferecer a opção de cuidar dos restos mortais de seu animal de estimação. Você pode optar por receber ou não os restos mortais do bichinho. Há muitas opções únicas e bonitas disponíveis para armazenar os restos de animais de estimação e criar um memorial duradouro.

Opções para cuidar do bichinho de estimação morto

Se despedir do seu melhor amigo pode ser difícil. Mas tomar a decisão não precisa ser algo complicado. O importante é escolher o que for melhor para a família. (Foto: Storiesofworld.com)

Quando cachorro morre, onde levar? Uma opção é um cemitério de animais

Os cemitérios do animal de estimação estão ganhando popularidade como um lugar de descanso permanente quando o enterro em casa não for uma opção. Muitas vezes, os cemitérios oferecem tanto serviços de enterro quanto de cremação, incluindo instalações para a realização de um velório para o pet. Você também pode comprar o caixão e a lápide, assim como você faria para enterrar um ente querido. A maioria dos cemitérios de estimação pode ajudar a transportar o corpo do seu animal de estimação de sua casa. Ao considerar um cemitério do animal de estimação, é bom fazer uma pesquisa prévia para assegurar-se de que você esteja encontrando um serviço que opere eticamente e dentro das leis locais.

Cremação para animais de estimação? Quanto custa cremar um cachorro ou gato?

Apesar do crescimento dos cemitérios para animais de estimação, a cremação é ainda a primeira escolha para se despedir dos animais de estimação. Muitas pessoas optam por pedir ao veterinário para conseguir a cremação para eles, mas você pode entrar em contato com uma uma empresa de cremação de animais de estimação diretamente. Uma cremação individual garante que as cinzas do seu animal de estimação não são misturados com outros animais e os restos podem ser devolvidos a você ou descartados de acordo com seus desejos. É importante lembrar que, uma vez que a maior parte do corpo é feita de água, o volume de cinzas que você recebe é relativamente pequeno. Muitos crematórios para bichinhos de estimação permitirão que você esteja presente durante a cremação sem taxas adicionais.

O processo de cremação é relativamente simples, podendo ser realizado de forma individual ou coletiva, de acordo com seus desejos e recursos disponíveis. O custo varia, mas geralmente começa em 10% do salário mínimo, podendo ser mais caro de acordo com os serviços que você quer na cremação, como velório.

Onde levar cachorro morto ou outro bichinho de estimação: seu veterinário ou a prefeitura da cidade

A maioria dos veterinários está equipado para eliminar restos de animais de estimação. Embora esta seja uma opção conveniente, muitas pessoas acham que a prática pode fazer o processo de dizer adeus ao bichinho de estimação uma experiência não muito positiva, o que pode atrapalhar a cura do sofrimento. Muitas vezes, apenas o processo de fazer planos para o enterro dos animais de estimação e a cremação pode iniciar o processo de cicatrização. Quando o seu veterinário cuidar da eliminação, você não estará envolvido com qualquer um dos detalhes da despedida do bichinho. O mesmo vale para os casos onde você pode levar o bichinho de estimação para o centro de controle de zoonoses da sua cidade. Algumas prefeituras oferecem o serviço de cuidar de animais mortos, e pode ser uma boa opção se você não tem recursos disponíveis.

Doe o corpo do seu bichinho de estimação para a ciência

É possível doar o corpo do seu animal de estimação para a ciência. Algumas faculdades, principalmente as de medicina veterinária, oferecem este serviço. Os programas são similares àqueles para a doação de corpos humanos, com os estudantes se beneficiando das pesquisas realizadas em animais de estimação falecidos. Os animais são mais frequentemente utilizados para o estudo da anatomia. Após a conclusão da pesquisa, o animal é cremado. Entre em contato com as faculdades de medicina veterinária da sua região para tentar encontrar onde você poderá doar seu bichinho.

Enterrar cachorro no quintal faz mal? Qual a profundidade para enterrar um cachorro ou gato?

O importante a saber é não enterrar o seu bichinho de estimação no quinta de casa. Há vários motivos para isso. Primeiramente, ele pode contaminar o solo e lençóis freáticos, o que é especialmente perigoso se o bichinho morreu por alguma doença. Em segundo lugar, mesmo enterrado em uma profundidade maior, ele pode exalar um mau cheiro característico e prejudicial para seres humanos. Portanto, evite problemas e enterre seu melhor amigo, faça a cremação, ou doe o corpo para a ciência, pois são as opções corretas a fazer.

Como você se despediu do seu melhor amigo? Qual foi a maneira que você encontrou para se despedir dele ou dela da melhor forma possível?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)