Em pesquisas feitas no exterior, foi descoberto que o abandono de animais acontece, em mais de 80% dos casos, quando os donos tem que sair para as férias. Abrigos são dominados por esses pequenos cãezinhos abandonas, lutando a cada ano para acomodar todos esses animais em perigo. Mas existem outras soluções que não abandonar seu bichinho de estimação.

Cada vez mais hotéis e pousadas passam a aceitar amiguinhos de quatro patas em suas instalações. E quem não quer ou não puder viajar com o bichinho, hotéis e cuidadores de animais pipocam aos montes pelo Brasil para suprir essa necessidade dos viajantes, cuidando bem do seu cachorrinho até que você e sua família retornem das férias.

Se você levar seu cãozinho nas férias com você…

Em primeiro lugar, entre em contato com a pousada/hotel para ver se eles vão aceitar o seu animal de estimação ou não e em quais condições. Melhor evitar surpresas desagradáveis e proibições.

Uma vez lá, não mude seus hábitos também. Tenha comida suficiente para “segurar” vários dias se você não encontrar de imediato a sua marca habitual de ração. Se você vai para um país onde é improvável que se obtenha a sua ração nas lojas, peça ao seu veterinário por conselhos antes. Lembre-se também de levar um ou dois brinquedos que ele gosta para fazê-lo sentir-se tranquilo.

Antes de viajar para o estrangeiro, informe-se sobre as normas de saúde e administrativas impostos pelo seu país de destino. Muitos países requerem que o animal seja identificado por um microchip e ter um passaporte com certificados de vacinação. Para mais informações, entre em contato com a embaixada do país onde você vai ficar e fale com o seu veterinário.

Considere a organização de transporte

Carro: se você vai de carro, certifique-se que o animal não sofre de mau estar quando em movimento. Existem medicamentos para isso. Faça para ele uma refeição leve antes da viagem e faça intervalos regulares para esticar um pouco e levar o cãozinho para passear e ir ao banheiro.

Ônibus/Trem: no mesmo tempo que você reservar os seus bilhetes de viagem, diga que você pretende levar seu animal de estimação e saiba mais sobre as condições de viagem. Algumas empresas pedem que os donos comprem bilhetes especiais para seus bichinhos de estimação. Lembre-se que nosso companheiros devem ser transportados adequadamente, outros devem ter um protetor para não morder pessoas e todos eles devem estar na coleira, obrigatoriamente.

Avião: no mesmo tempo que você reservar os seus bilhetes de viagem, diga que você pretende levar seu animal e saiba mais sobre as condições de viagem. As taxas variam de acordo com as empresas aéreas. Geralmente você pode manter seu animal de estimação na cabine em uma caixa de transporte apropriada se seu cãozinho pesar menos de 4 kg. Caso contrário, ela será colocado em um compartimento específico do avião em uma gaiola específica da companhia aérea. Note também que algumas companhias não oferecem este serviço.

Férias para os cachorros

Seu cachorro precisa também de descanso. Agora você precisa saber se ele consegue descansar perto ou longe de você. (Foto: bella0.wordpress.com)

Se você não levar seu cãozinho nas férias com você…

Várias opções estão disponíveis para quem não quer ou não pode viajar com seu cão de estimação.

Você pode levar seu animal para um membro da família ou amigos

Qualquer pessoa que conhece o seu animal de estimação e você já confia. Uma solução simples e econômica, mas nem sempre é possível ter algum amigo ou parente disponível. Vale também negociar trocas, onde uns cuidam do seu pet enquanto você viaja e você cuida dos pets deles quando eles viajam.

Você pode contratar um cuidador de animais

Que virá durante visitas diárias para cuidar de seu animal de estimação. Seu cachorro não será perturbado por uma mudança de ambiente e, assim, irá se manter calmo e relaxado, mas com saudades de seus donos.

Você pode procurar um hotel para cachorros

Você pode deixar seu amigo de quatro patas em um hotel especial para os animais e mantido por pessoal qualificado através de uma organização que vai cuidar muito bem do seu amiguinho. A maioria das clínicas veterinárias hoje oferecem este serviço a preços acessíveis.

Considerações Finais

Treine seu cão para ficar com outras pessoas durante a sua ausência deixando-lhes uma tarde num primeiro momento, e, se possível, um ou dois fins de semana antes de suas férias. Lembre-se também de deixar o registro de saúde do cachorrinho, o número do seu veterinário e um contato mais próximo em caso de problemas e talvez um ou dois brinquedos que seu animal de estimação gosta.

Principalmente quem tem crianças pequenas na família, a decisão de levar ou não o cãozinho pode pesar com a atitude das crianças. Mas lembre-se sempre de pesar as coisas e considerar o cachorrinho como um membro da família, uma criança que também precisará de cuidados. Se você acha que estes cuidados não atrapalham sua viagem, muito bem. Agora, se for algo que complicará as férias, vale pensar duas vezes.

O que você acha de levar o cãozinho para as férias com você? Quais providências você toma quando precisa viajar?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)