Ao tomar decisões de viagem, escolher o que é mais seguro e mais confortável para o seu animal de estimação é extremamente importante. Por exemplo, a menos que você seja capaz de gastar muito tempo com o seu cão, ele provavelmente vai estar mais feliz em casa do que indo junto de você em sua viagem. Como regra geral, os gatos são quase sempre estão melhor servidos quando deixados por conta própria. Mas se você decidiu que é melhor levar o seu animal de estimação junto na sua viagem de avião, é importante saber como fazer esse transporte com segurança, conforto, e tranquilidade para seu pet.

Como transportar cachorro em avião ou gato: perigos

As viagens aéreas podem ser arriscadas para animais de estimação
Você pesar todos os riscos ao decidir se deve transportar seu animal de estimação de avião. As viagens aéreas podem ser particularmente perigosas para os animais com rostos “achatados” (o termo veterinário é “braquicéfalo”), tais como bulldogs, pugs e gatos persas. Suas passagens nasais curtas deixam esses animais especialmente vulneráveis à privação de oxigênio e insolação.

Considere todas as alternativas de transporte para o animal

Se você pretende levar seu animal de estimação de férias, levar seu bichinho de carro ou ônibus é geralmente uma opção melhor. Se você não pode viajar de carro ou ônibus, o animal provavelmente estará mais saudável e mais feliz se você deixá-lo para trás, sob os cuidados de uma babá de animais ou canil. Mas há momentos em que não será possível, e você terá que determinar se os benefícios de voar superam os riscos.

Cachorro com asas de avião e óculos de aviador

Voar com seu pet pode ser uma tarefa complicada. Mas faça o planejamento certo, e voar com o pet pode até ser prazeroso. (Foto: www.businesspundit.com)

Se você decidir voar com seu animal de estimação, escolha levar seu pet no colo

Se transportar seu animal de estimação pelo ar é a única opção, descubra se eles podem viajar com você ao invés de irem para o compartimento de carga. A maioria das companhias aéreas vão permitir que você leve um gato ou um cão pequeno dentro do avião por uma taxa adicional. Mas você deve ligar para a companhia aérea com antecedência; há limites para o número de animais permitidos, bem como o tamanho. Se você está transportando seu cão, certifique-se de cumprir os requisitos de tamanho, vacinação, etc.

Faça estas perguntas se o animal está voando com você

Quando você entrar em contato com a companhia aérea, não se esqueça de perguntar:

  • A companhia aérea permite que você leve seu gato ou cão pequeno como passageiro no seu colo?
  • A companhia aérea tem quaisquer requisitos especiais para a saúde e imunização do animal?
  • A companhia requer um tipo específico de caixa de transporte? A maioria das companhias aéreas vão aceitar tanto caixas de transporte duras ou macias (mais confortáveis ao animal), mas apenas algumas marcas de caixas de transporte macias são aceitáveis por certas companhias aéreas.
  • Se você não pode levar seu animal de estimação com você no avião, a companhia aérea tem alguma restrição ao seu animal de estimação no compartimento de carga?

Tome precauções ao transportar seu pet no compartimento de carga

A caixa de transporte de seu animal de estimação terá que passar pelo controle de segurança junto de você. Você tem duas opções: garantir que seu animal de estimação está devidamente preso para que possa ser contido de forma segura fora da caixa de transporte enquanto ele está sendo inspecionado, ou solicitar uma segunda triagem especial que não vai exigir que você tire o pet da caixa de transporte.

Perigos de transportar um pet no compartimento de carga

Enquanto a maioria dos animais voando na área de carga dos aviões estarão bem servidos, você deve estar ciente de que alguns animais podem acabar com sérios problemas de saúde, ou até chegarem ao destino mortos. Em alguns casos, eles podem até ser extraviados. Temperaturas excessivamente quentes ou frias, má ventilação, e manuseio brusco são muitas vezes a culpa disso.

A maioria das companhias aéreas são obrigadas a comunicar todos os incidentes com animais de companhia que ocorrem no compartimento de carga, e os consumidores devem estudar o registro de qualquer companhia aérea antes de escolher deixar seu pet no compartimento de carga.

Siga estas dicas se seu animal de estimação vai voar no compartimento de carga

Se o seu animal de estimação vai viajar no compartimento de carga, você pode aumentar as chances de um voo seguro para o seu animal de estimação:

Use vôos diretos para evitar os erros que ocorrem durante transferências aéreas e possíveis atrasos na retirada de seu animal de estimação do avião.

Viaje no mesmo voo que o seu animal de estimação quando possível.

Pergunte a companhia aérea se você pode dar suporte ao seu animal de estimação quando estiver sendo carregado ou descarregado pelo compartimento de carga e descarga.

Quando você embarcar no avião, notifique o capitão e pelo menos um assistente de voo que o animal está viajando no compartimento de carga. Se o capitão sabe que os animais estão a bordo, eles podem tomar precauções especiais.

Nunca transporte no compartimento de carga animais braquicefálicos, tais como pugs, buldogues ou gatos persas.

Se você for viajar durante os meses de verão ou inverno, escolha voos que irão acomodar os extremos de temperatura. De manhã cedo ou tarde da noite voos são melhores horários no verão, e voos da tarde são melhores no inverno.

Coloque uma coleira no seu animal de estimação que não pode ficar presa em portas de caixas de transporte. Coloque na coleira uma identificação permanente com o seu nome e endereço residencial, bem como o número de telefone, e uma identidade de viagem temporária com o endereço e número de telefone de onde você ou um contato pode ser encontrado.

Fixe uma etiqueta na caixa de transporte escrevendo o seu nome, endereço permanente e número de telefone, o destino final, e onde você ou uma pessoa de contato pode ser encontrada tão logo o voo chegar ao destino.

Certifique-se que as unhas do seu animal de estimação foram devidamente cortadas para evitar que fiquem presas em fendas da caixa.

Dê ao seu animal de estimação pelo menos um mês antes de seu vôo para se familiarizar com a caixa de transporte. Isso irá minimizar o estresse durante a viagem.

Não dê seus tranquilizantes para o animal de estimação, a menos que eles sejam prescritos pelo seu médico veterinário. Verifique se o seu veterinário entende que a prescrição é para viagens aéreas.

Não alimente seu animal de estimação por quatro a seis horas antes da viagem. No entanto, você pode dar-lhes pequenas quantidades de água. Se possível, coloque cubos de gelo no tabuleiro de água que está no interior da caixa do seu animal de estimação. A tigela de água cheia só vai derramar água e causar desconforto.

Tente não voar com seu animal de estimação durante a alta temporada, tal como durante as férias e verão. Seu animal de estimação estará mais sujeito a uma manipulação menos cuidadosa durante a alta temporada.

Faça uma fotografia atual do seu animal de estimação. Se o seu animal de estimação for perdido durante a viagem, uma fotografia será muito mais fácil para os empregados da linha aérea procurarem o pet forma eficaz.

Quando você chegar ao seu destino, abra a caixa de transporte logo que você estiver em um lugar seguro e examine o seu animal de estimação. Se algo parecer errado, leve seu animal a um veterinário imediatamente. Obtenha os resultados do exame por escrito, incluindo a data e a hora.

Faça o check in com 2 horas de antecedência.

Leia as regras específicas da companhia aérea pela qual você está viajando. Geralmente, há limitações quanto ao peso do cão ou gato para transporte na cabine de passageiros e limitações sobre o tamanho das caixas de transporte.

Não hesite em reclamar se você testemunhar o mau transporte de um animal, principalmente na hora da carga e descarga do avião. Peça para falar com o gerente da seção onde o ocorreu o incidente e relate o problema, tanto verbalmente quanto por escrito.

Alguns países não aceitam o transporte de animais para o destino. Verifique antes para não ter problema.

Transporte de cachorro e gato em avião: Gol

As regras específicas para transporte de cães e gatos pela Gol devem ser lidas no site da companhia antes da viagem. Pets até 10 kg podem ser transportados na cabine de passageiros (peso somado com a caixa). A Gole não transporta animais na cabine de passageiros em voos internacionais, voos de companhias parceiras e voos interline e codeshare.

Transporte de cachorro e gato em avião: Azul

No site da Azul, encontram-se as regras específicas para o transporte de animais. Para viajar na cabine de passageiros, pet e caixa devem somar no máximo 5 kg.

Transporte de cachorro e gato em avião: LATAM

Animal e caixa com até 7 kg podem viajar na cabine de passageiros. O site da LATAM fornece mais detalhes de regras específicas para o transporte dos animais.

Transporte de cachorro em avião: preço

O valor médio para o transporte de animais de estimação em aviões está entre 20% e 25% do salário mínimo vigente. Para cães e gatos de grande porte em viagens internacionais, o valor pode triplicar, dependendo do peso do pet com a caixa.

Já teve que transportar um pet de avião? Como foi o transporte? Teve algum problema durante a viagem? Qual foi o preparo realizado?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)