Quando você precisa viajar sempre surge o dilema do que fazer com seus animais de estimação não é mesmo? Nem sempre as viagens são aquelas que permitem levar os pets. O que fazer nestas horas?

Certamente ter um animal de estimação é um motivo que geralmente consegue prender as pessoas mais em casa, mas nada impede que a vida siga naturalmente e que você possa aproveitar suas folgas longe de casa.

Se você for fazer uma viagem em que viaje na sexta e retorne no domingo, você não precisa pedir que ninguém supervisione o seu gato, basta você deixar água e comida suficientes, além de uma caixinha de areia extra. Claro que se você tiver uma pessoa de confiança que possa faze companhia ou averiguar se está tudo bem com seu gato, não deve dispensar esta opção jamais.

Como fazer nos casos de viagens mais longas?

A primeira opção é sempre levá-lo com você, mas nem sempre isso é possível. Caso a solução seja deixá-lo, você vai precisar de alguém para cuidar do seu gato e chegamos à opção de contratar uma Cat Sitter.

Você sabia que existe este serviço disponível? Encontramos um relato de uma pessoa que contratou um destes serviços e o resultado foi muito positivo. Confira como trabalha uma Cat Sitter.

A primeira dica é buscar uma Cat Sitter que venha com uma recomendação de alguma pessoa de extrema confiança, não se deve confiar os cuidados de seu animal de estimação por tanto tempo a uma pessoa totalmente estranha.

Uma Cat Sitter pode trabalhar indo até sua casa para cuidar de seu gato, ou você deixando seu gato na casa da Cat Sitter, tudo isso vai gerar uma diferença de preço dos serviços certamente e você deve pensar qual é mais confiável, mas pensando sempre no melhor para seu animal.

Qual o trabalho da Cat Sitter?

Como encontrar uma boa Cat Sitter?

A forma de trabalhar de uma Cat Sitter é bem simples, ela precisa estar sempre cuidando do seu gato, não deixando faltar comida, água e atenção, mas este relato nos chamou a atenção pela dedicação da Cat Sitter.

Antes da vigem a Cat Sitter pediu para o dono da casa que ele tirasse várias fotos da casa e mostrar os pontos em que o gato mais gosta de ficar e os objetos que ele utiliza como brinquedo, fez uma espécie de diário da rotina do gatinho.

Ela fez uma visita até a casa e conheceu os gatinhos, onde ficava ração, brinquedos e conheceu todo o ambiente, depois de perguntar sobre todos os itens que ela julgava importante para cuidar dos gatinhos ela perguntou onde ficava os materiais de limpeza, pois ela queria manter a casa limpa.

Depois a Cat Sitter sentou-se com o dono e fez um questionário sobre cada gatinho, perguntou sobre atos, restrições e pegou todos os contatos para uma possível situação de emergência.

Após tudo isso o dono partiu pra viagem e recebia e-mails diariamente relatando como estavam os gatinhos. Nestes e-mails ela fazia questão de enviar fotos e vídeos do dia-a-dia e como eles estavam. Trouxemos um vídeo para você ver o carinho que ela tinha com os gatinhos.

É muito importante encontrar uma pessoa assim para cuidar de seus animais de estimação, não basta ser uma pessoa que precisa do dinheiro daquele serviço, mas sim uma pessoa que ama aquilo que faz.

Neste artigo fizemos questão de trazer esta história para te mostrar que é possível viajar despreocupadamente e sabendo que seus animais estão em boas mãos, mas você precisa buscar este serviço de qualidade e certamente estar disposto a pagar melhor.

Queremos saber sua opinião sobre o artigo, além de abrir espaço para as pessoas que buscam uma Cat Sitter e também para quem trabalha como Cat Sitter. Deixe um comentário com seu interesse e utilize o site para buscar e oferecer seus serviços!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)