Você está prestes a comprar ou adotar um cachorro? Você sabia que existem obrigações indispensáveis para dar ao seu cão, uma saúde adequada? Você sabe quais são as atitudes básicas de convívio entre o cão e os moradores da casa? Fiquem ligados em todas as informações abaixo:

Já pensou que seu cão precisa fazer exercícios e você terá que levá-lo para passear pelo menos uma vez por dia, faça chuva ou faça sol você terá esta obrigação. Já decidiu quem vai ser o responsável pela alimentação? Quem vai cuidar da limpeza?

Qual a melhor raça para você e sua família?

  • Você deve pesquisar e conversar bastante com sua família e especialistas sobre raças de cães. Você deve aprender sobre cada característica e qual delas se enquadra melhor no perfil de vida de sua família.
  • Você deve pensar que um cão adulto é bem maior do que quando geralmente você comprou. Não da pra esperar este momento para descobrir que sua casa é pequena demais para um cão daquele tamanho.
  • Se você tem crianças em casa, deve buscar as raças que não tem temperamento explosivo, existem diversas raças que não suportam as brincadeiras das crianças e isso pode ser um grande problema no futuro.

Fêmea ou macho?

  • As fêmeas são muito mais calmas e dóceis, totalmente pacificas e tem menos espírito de territorialismo. Elas costumam se alimentar bem menos que os machos, justamente por ter uma massa corpórea menor do que os machos.
  • A desvantagem fica por conta do cio, ele acontece de seis em seis meses. Durante este período a fêmea tende a sangrar e será grande problema para pessoas que tem estofado e tapetes brancos.
  • No caso dos machos eles são especialistas em marcar o território deles com urina. Isso pode acontecer em qualquer lugar da casa, caberá ao dono, treinar e ter muita paciência até ensinar o seu cão que o sofá não é a arvore do quintal.
  • Outra característica negativa dos machos é aquela de ficar agarrando pernas, braços ou qualquer coisa na qual eles possam fica se esfregando. Se você não corrigir este tipo de atitudes no início, certamente terá muito constrangimento com algum convidado.
Comprar ou adotar um cachorro?

Banner de divulgação de um projeto que ajuda animais abandonados

Filhote ou Adulto?

  • Os filhotes são muito mais fofos e bonitinhos, em contra partida eles dão o dobro de trabalho que um adulto. Se você não dispõe de muito tempo para cuidar do seu cão, certamente um filhote não é aconselhável.
  • O ponto positivo é que você pode treiná-lo durante seu crescimento, facilitando bastante que seu animal quando adulto tenha apenas atitudes corretas, atitudes que por sinal vão precisar de longos dias de treinamento e paciência.
  •  Os cães adultos são excelentes companhias, mesmo que eles não tenham sido criados por você. Grande parte dos cães apresenta uma gratidão muito bonita e sincera pelos carinhos e cuidados recebidos.
  •  No Brasil existem diversas ONGs e entidades que fazem o trabalho de recolhe cachorros abandonados, eles cuidam destes animais que muitas vezes são encontrados em estados críticos e tentam uma recolocação destes animais em lares de pessoas responsáveis.
  • Uma dica bacana é que você faça uma visita a estes abrigos, busque informações sobre os animais que possa te agradar e pode ter certeza que estes cachorros têm uma facilidade enorme de se adaptar ao novo lar e estão sempre abertos a receber as novas orientações.

Quanto custa?

  • Este é o principal atrativo para você visitar as instituições de doações. O preço de um animal é bem salgado e você talvez encontre um animal da mesma raça de graça, pois existem casos de cães de raça cara que foram abandonados pelos seus antigos donos.
  • Você deve saber que os gastos não ficam apenas na hora da compra, dar um lar descende, cuidar de sua higiene, além de vacinas uma alimentação com rações adequadas vão gerar gastos e você deve estar pronto para isso.
  • Tratamentos veterinários também podem ser necessários e não é nada barato, mas você pode buscar sempre informações para prevenir. Esta atitude de pesquisa é capaz de minimizar em quase 99% os riscos de vida do seu animal.

É preciso treinar?

  • Você tem duas opções, você pode levá-lo para um treinamento direto com algum profissional, ou você mesmo poderá treiná-lo de acordo com seus critérios de convívio.
  • Você deve começar este treinamento a partir do terceiro mês e você deve fazê-lo com muita conversa e paciência, pois as atitudes severas podem traumatizar seu cão e fazer dele um verdadeiro monstro.
  • Os cães que aprendem como se comportar em público, tem uma saúde muito melhor e são animais muito mais calmos.

Estamos chegando ao final deste artigo e queremos um comentário com sua opinião, conte-nos o que está achando do site e ajude-nos a melhorá-lo ainda mais!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)