O esquilo da mongólia é um bichinho ainda pouco conhecido no Brasil, embora nos EUA já seja um animal de estimação comum. Ele é um roedor pequeno de fácil adaptação, é dócil, sociável e pacífico, não produz mau cheiro e não exige muito espaço. O esquilo da mongólia é também chamado de “gerbil” na Europa e nos EUA. Embora o seu nome aponte para o seu local de origem como sendo a Mongólia, esse dado ainda é incerto. Muitos pesquisadores também consideram a sua origem na  Ásia Central e Oriente Médio.

  • A cor do esquilo é geralmente marrom-dourado, com as pontas dos pelos pretas. Criações em cativeiro promoveram mutações, como marrom-dourado com pintas brancas, preto, branco, canela, cinza-amarronzado. Há também o esquilo albino com os olhos vermelhos.
Gerbil

Esquilo da mongólia de estimação

  • A alimentação do roedor é predominantemente em torno de grãos, com um consumo médio diário de cinco a oito gramas para cada 100 gramas de peso do animal. Podem ser dados amendoim cru, ervilha, grão-de-bico e sementes de girassol. Rações também podem ser dadas, há no mercado opções para estes animais  como os da ALCON (Alcon Club Roedores – Alimento Extrusado e Alcon Club Roedores – Frutas e Legumes. Não deixe faltar água fresca para o esquilo.
  • O alojamento do esquilo da mongólia geralmente são caixas de plástico de laboratório, com a parte superior com grades para o manejo da alimentação, por onde se coloca a ração e o bebedouro. Escolha uma área arejada e sem ventos para colocar a caixinha. Também não exponha à luz direta do sol, pois o animal tem baixa tolerância. Recomenda-se que a caixinha tenha espaço para o esquilo brincar, ele adora por exemplo fazer ninhos com materiais disponíveis, sobe e desce rampas se divertindo e brinca com qualquer objeto deixado na gaiola.
  • Se você deseja reproduzir o esquilo da mongólia, fêmea e macho devem ser criados juntos desde cedo, antes de dois meses de idade, pois se forem “apresentados” somente no período do acasalamento podem ocorrer brigas. Entre 68 e 88 dias de vida, o esquilo já pode procriar. O cio dura apenas um dia, repetindo-se a cada quatro ou cinco dias. O período de gestação é de 24 a 26 dias. A fêmea pode dar a luz a seis filhotes, em média.
Criação esquilo da mongólia

Cuidar de esquilo da mongólia

Em São Paulo você encontra criadores que vendem esquilos da mongólia.

Você pode obter mais informações na Associação Brasileira de Criadores e Comerciantes de Animais Silvestres e Exóticos (Abrase) , tel. (21) 2218-7881, abrase@ism.com.br e no Ibama, SCEN Trecho 2, Caixa Postal 09870, CEP 70818-900, Brasília, DF, tel. (61) 3316-1649, ascom.sede@ibama.gov.br

Conheça também o esquilo dramático!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

6 comentários para “Esquilo da mongólia”

  1. Consolação Studart

    Eu gostaria de saber se o esquilo da mongolia, traz alguma doença para o ser humano e crianças. A média de vida deles e se ee não tem a calda peluda como os outros esquilos. Aguardo o e-mail de vocês, tirando estas minhas duvidas. Cordialmente Consolação.

  2. Ananda da Silveira

    Meu esquilo ficou preso na parte de trás da gaiola. Quando eu cheguei ele não consiga se mexer, mas agora já está melhor. Mas ainda está ferido e está mancando. Eu não sei o que fazer pra ajudá-lo. Alguém pode me ajudar?

  3. Inês

    Comprei um casal de esquilos da mongólia na COBASI e já estou com 25 esquilos. Gostaria de doar todos. São lindos!

  4. Lidyenio

    Eu queria saber o que como e a ração deles e que frutas posso dar a eles

  5. David

    Queria saber o tempo de vida deles e ate que tamanho que eles ficam

  6. Stefany

    Tenho interesse em dois machos, filhotes.
    Alguém sabe onde consigo.
    Estou em São Paulo/ Zona Leste.