Como criar um axolote? Preço e dicas!

Em Pets | Animais de estimação por André M. Coelho

O axolote é definitivamente um animal único, um tipo de salamandra completamente aquática. Ao contrário da maioria das salamandras, eles não sofrem metamorfose de larval para forma adulta, onde a respiração muda de brânquias para pulmões.

Em vez disso, eles permanecem aquáticos toda a sua vida. Assim, eles não são animais de estimação que você lida, mas eles podem ser bastante divertidos para assistir. Eles são relativamente fáceis de cuidar e resistentes, o que os torna adequados para os donos de animais iniciantes. Além disso, suas necessidades dietéticas são bastante diretas.

O que é um axolote?

Um axolote é um tipo de salamandra que pode ser encontrado em uma variedade de cores, incluindo preto, cinza, ouro e branco.

Nomes comuns: axolote, salamandra aquática

Nome Científico: Ambystoma Mexicanum

Tamanho adulto: entre 6 e 18 polegadas/15 a 45 cm de comprimento, embora mais de 12 polegadas/30 cm é raro

Expectativa de vida: 10 a 15 anos em média

Comportamento e temperamento dos filhotes de axolote e adultos

Enquanto axolotes são relativamente resistentes a pequenas flutuações em seu ambiente, eles também têm corpos delicados e macios com pele permeável. Na verdade, a maior parte do corpo é feita de cartilagem em vez de osso. Isso significa que eles não devem ser tratados a menos que seja absolutamente necessário. E se você tiver que movê-los para fora de seu tanque, faça isso com uma rede de malha que não enredará nenhuma das partes do corpo.

Depois de ter sua configuração de habitação correta, você geralmente só tem que gastar algumas horas por semana na alimentação e limpeza. O resto é simplesmente desfrutando deles como um companheiro aquático tranquilo. Axolotes tendem a ser bastante ousados ​​e estão perfeitamente contentes para se mover sobre o tanque, pois estão sendo vigiados por seus humanos. Alguns chegarão ao lado do tanque quando uma pessoa está lá observando-as.

No entanto, eles não são particularmente animais sociais e não requerem companheiros de tanques. Eles não devem ser mantidos com outras espécies como axolotes pode tentar comer peixes de estimação, e os peixes às vezes também beliscam.

Você deve até ser cauteloso sobre a habitação com outros axolotes. Axolotes juvenis podem ser canibalistas em direção ao outro, então são melhor criados em compartimentos separados. Os adultos podem potencialmente ser alojados juntos, mas ainda assim, cuidado com tendências canibalistas.

Se uma parte do corpo é mordida por um companheiro de tanque, um axolote realmente pode regenerar-o ao longo do tempo. No entanto, ainda é melhor evitar essa situação.

Axolote como pet de estimação

O axolote é um tipo de salamandra, mas que é basicamente aquático, sem caminhar pela terra. (Imagem: Wikipedia)

Habitação para axolote

Pelo menos um tanque de peixe de 15 a 20 galões/60 a 75 litros é recomendado para axolotes. Certifique-se de que o tanque tenha uma tampa segura, pois não é incomum para esses animais tentarem saltar fora do seu gabinete. Uma área de terra é desnecessária no tanque para esses animais totalmente aquáticos.

No mínimo, a profundidade da água deve ser ligeiramente mais do que o comprimento do seu axolote. Mas adicionar profundidade extra ajudará na qualidade da água e dará ao seu animal mais espaço para se mover.

Mantenha o tanque em uma sala fria longe da luz solar brilhante com a temperatura da água entre 57 e 68 graus Fahrenheit/14 e 20 graus Celsius; Não permita que seja acima de 75 graus Fahrenheit/24 graus Celsius. Nenhuma iluminação especial é necessária para axolotes (ao contrário de muitos répteis). Na verdade, um esconderijo escuro, como um vaso de flores colocado em seu lado ou um castelo de aquário, é muitas vezes apreciado.

Alguns proprietários optam por deixar o fundo do tanque nu, embora outros acreditem que isso pode enfatizar o axolote se não puder se basear no fundo suave. Se o cascalho for usado na parte inferior, deve ser um cascalho grosseiro que é maior que a cabeça do axolote. O cascalho fino pode ser ingerido e causar uma obstrução.

A água da torneira tratada com um condicionador de água de aquário que remove cloro e cloraminas é bom para axolotes. Nunca use água destilada e certifique-se de que o pH da água permaneça entre 6,5 e 7,5. Você pode encontrar um kit de teste de água para verificar na maioria das lojas de animais de estimação.

A maioria dos proprietários encontra um aquário filtrado é mais fácil de manter, porque a água não filtrada precisa mudar frequente para remover o desperdício. No entanto, se você optar por ter um filtro no tanque, a taxa de filtração deve ser lenta. Filtros poderosos que criam correntes fortes podem enfatizar um axolote.

Para um tanque filtrado, a limpeza normalmente consiste em uma mudança de água de 20% a cada semana, bem como desperdício de siphoning da parte inferior do tanque. Se você não estiver usando um filtro, provavelmente terá que fazer uma mudança de água 20% diariamente ou a cada dois dias. Nunca faça uma mudança de água completa, pois isso pode alterar a química de água drasticamente e estressa seu animal.

O que o axolote come e bebe?

Na natureza, axolotes se alimentam de caracóis, vermes, crustáceos, peixes pequenos e pequenos anfíbios. Em cativeiro, eles podem ser alimentados com uma variedade de camarão de salmoura, pequenas tiras de carne ou fígado, minhocas, vermes de sangue, vermes tubifex, outros alimentos de peixe congelados e pellets de peixe comercial.

Não alimente quaisquer vermes ou peixes que você se pegou, como eles podem carregar parasitas. Em geral, não são necessários suplementos vitamínicos ou minerais.

Consulte seu veterinário quanto à quantidade de comida a oferecer, bem como com que frequência alimentar o seu axolote, pois isso varia dependendo da idade e do tamanho. Em geral, muitos adultos levam duas a três feedings por semana.

Um dos melhores métodos para se alimentar é segurando a comida em fórceps de nariz redondas no tanque perto do animal. Você também pode simplesmente abandonar a comida na água o mais próxima do axolote possível. Se o seu axolote não estiver interessado em comer muito durante o dia, tente alimentá-lo à noite, quando for tipicamente mais ativo. Remova qualquer alimento não consumido do tanque todos os dias para manter a água limpa.

Problemas de saúde comuns dos axolotes

Uma característica notável dos axolotes são seus poderes regenerativos. No caso de lesões que não são fatais, elas são capazes de regravar seus membros, cauda e até mesmo outras partes do corpo, como coração e tecido dos olhos.

Mas essa habilidade notável não os protege de todos os problemas de saúde. As condições de tanque insalubres podem levar a infecções virais ou bacterianas, cujos sinais incluem letargia e falta de apetite.

Além disso, o acúmulo de amônia a partir de resíduos no tanque pode ser tóxico. Se isso ocorrer, ele pode interferir no processo respiratório, causando danos às brânquias, bem como resultado em danos neurológicos.

Axolotes com cascalho em seu tanque é pequeno o suficiente para comer é propenso a obstruções gastrointestinais. Se o seu axolote experimentar uma obstrução, provavelmente será lento e não quer comer. E se não for prontamente tratado, a morte pode ocorrer rapidamente.

Além disso, axolotes raramente passam por metamorfose em uma forma terrestre. As razões para isso são mal compreendidas, embora tenha a ver com hormônios ou características da água. A metamorfose pode ser extremamente estressante, e pode encurtar significativamente sua vida útil.

Se você notar mudanças anormais no corpo do seu animal, como ele começando a crescer maior, ter um veterinário especializado em animais de estimação exóticos examiná-lo assim que possível.

Qual o preço de um axolote?

Axolotes são legais para possuir no Brasil. A grande maioria dos axolotes para animais de estimação vem de animais criados em cativeiro que foram usados ​​para pesquisa científica.

Axolotes devem ser criados por criadores autorizados pelo Ibama. O preço médio de um axolote filhote está entre 25% e 30% do salário mínimo.

Para criar o habitat básico e comprar seu axolote, espere gastar entre 50% do salário mínimo a 1 salário mínimo, dependendo do tamanho do aquário.

Ficou ainda alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André sempre se preocupou com animais de estimação e já teve cachorros, gatos, chinchilas, peixes, e hamsters. Para poder cuidar dos seus bichos, teve de pesquisar e estudar muito, conversando com técnicos e profissionais da área. Desde 2012, decidiu compartilhar com os leitores do blog o conhecimento que aprendeu em todo este tempo.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário