A regra básica para a escolha do aquário é a seguinte: primeiro vem o peixe, depois o aquário. Isso quer dizer que antes de comprar um aquário e acessórios para ele é necessário saber ao certo qual peixe irá habitá-lo. Se é grande, pequeno, se é um peixe ou se são vários, se ele é sociável ou “de briga”… Esse é o critério base de escolha do aquário. Após ter estabelecido o tipo de peixe e a quantidade, você ao menos saberá se deve escolher um aquário grande ou pequeno.

Os aquários mais tradicionais são os em forma de globo, geralmente pequenos, e os retangulares, que vão desde os mais pequenos aos gigantescos. Os aquários em forma de globo servem para poucos peixes ou peixes sozinhos, pois a manutenção da qualidade da água é difícil, não é possível instalar nesse pequeno espaço os filtros e equipamentos para a filtragem da água. Sua limpeza é feita “analogicamente”, sendo necessário trocar a água com certa regularidade. É por isso que o peixe Betta se dá bem em aquários pequenos sem equipamentos, pois ele não exige muitos cuidados com a água.

Aquário globo para peixes

Aquário em forma de globo para peixes

Outros peixes, no entanto, principalmente quando são muitos, necessitam de filtros e equipamentos para oxigenação e limpeza da água. Para isso os aquários retangulares são os recomendados. As principais razões são as seguintes:

  • Há maior contato da água com o ar, o que facilita uma troca entre o oxigênio e o gás carbônico.
  • O aquário é melhor visualizado em seu interior, o que permite a percepção de como os peixes estão.
  • espaço suficiente para equipamentos como filtros, termostatos e lâmpadas.
  • A limpeza e manutenção do aquário é mais prática.

Para estes aquários as tampas de vidro são recomendadas pois tem certas vantagens como:

  • A água evapora menos, o que diminui a necessidade de repor.
  • A temperatura é conservada e com  isso menos energia elétrica é gasta.
  • As luminárias ficam protegidas.
  • Evitam que o peixe salte para fora do aquário.
  • Protege a água de impurezas e poeira.

Sobre o tamanho do aquário, fique atento à espessura do vidro. Se o aquário for grande mas a espessura do vidro for fina, desconfie. Pode ser que ele não suporte a pressão da água e rompa, gerando transtornos enormes e mesmo a morte dos peixes. Quanto maior for o aquário mais grosso deve ser o vidro.

Depois de escolhido o tipo e o tamanho do aquário, se ele for o retangular e comportar mais peixes, como foi dito será necessário equipamentos e outros elementos, por exemplo o substrato que fica no fundo do aquário. Ele é importante por três razões:

  • Decora o ambiente do aquário.
  • Será o suporte para a raíz das plantas do aquário.
  • Fornece as condições necessárias para os microorganismos responsáveis pela filtragem biológica.

Esse substrato deve ser um areão de rio, pois eles são adequados para a fixação das plantas. Seu granulado deve ter em média 3 e 5 mm. Não deve ser utilizado outro tipo de cascalho, pois os peixes podem se machucar.

A decoração propriamente dita pode ser feita com pedras, trocos de árvores, enfeites e plantas. O embelezamento do aquário é bom para os olhos das pessoas assim como cumpre uma função de reconstituição do ambiente natural para os peixes. É desejável que você construa esconderijos e caverninhas para os peixes com as pedras, eles gostam de se abrigar em certos momentos. Para a escolha dos objetos decorativos os critério principais é se eles não soltam corantes, alteram a qualidade da água e não correm o risco de ferir os peixes.

Leia na parte II : Iluminação, temperatura e filtros para aquários.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO prescrevemos substâncias ou tratamentos veterinários. NUNCA faça tratamentos em seu animal ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um veterinário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)